Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
O Alto Taquari

Mais de 500 túmulos são alvo bandidos em Bela Vista e Palmas

, 22 de julho de 2022 às 9h50

A Polícia Civil de Arroio do Meio segue investigando os furtos de crucifixos, letreiros, ganchos, argolas, insígnias religiosas e porta-retratos confeccionados com inox, cobre e bronze registrados nas últimas duas semanas em mais de 750 túmulos, em Arroio do Meio. Os casos mais recentes ocorreram no Cemitério Católico de Bela Vista, entre a noite da quinta e sexta-feira da semana passada, e no Cemitério Católico de Palmas, entre a terça e quarta-feira.

Levantamento feito pela comunidade católica da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro aponta furtos em pelo menos 350 túmulos no Cemitério de Bela Vista e 10 no cemitério municipal. De acordo com a presidente da Paróquia, Luciane Ely, os principais itens furtados foram cruzes e argolas, estas em menor quantidade.

Uma moradora que reside perto do cemitério católico, disse que percebeu um movimento estranho na tarde de quinta-feira, com pessoas de jaqueta preta fotografando túmulos. Ela chegou a telefonar para a Brigada Militar para que fosse feita uma ronda. A ação criminosa deve ter ocorrido à noite.

Em Palmas, de acordo com o presidente da Comunidade São Carlos Boromeu, André Schmögel, foram violados 150 túmulos e capelinhas. Foram levados crucifixos, letreiros, borda de porta-retratos e ganchos. Além do dano financeiro, lamenta a perda histórica, sendo que alguns túmulos estavam abandonados há 50 anos e haverá dificuldades na identificação dos restos mortais. “Estamos tomando providência para melhorar a segurança no local. As câmeras de vigilância estão focadas na igreja e pavilhão. Imagens só mostram feixes de luzes de lanternas. Embora as perdas sejam irreversíveis, será importante desarticular essa quadrilha e responsabilizar culpados”.

No cemitério luterano de Bela Vista, também foi constada a falta cruzes, mas são resquícios de ações semelhantes realizadas há mais tempo, conforme informou o pastor Jair Erstling.

Ação se repete

Lembrando que na semana retrasada mais de 250 túmulos foram violados nos cemitérios católico e evangélico, situados na localidade de Morro Vermelho, em São Caetano. Os bandidos levaram principalmente crucifixos, letreiros, ganchos, insígnias religiosas e porta-retratos confeccionados com inox, cobre e bronze. Além do prejuízo financeiro, a comunidade lamenta danos sentimental, histórico e arqueológico nos cemitérios mais antigos do município, que dificultarão, inclusive, a identificação de locais onde familiares estavam enterrados, bem como as datas.

O delegado Dinarte Marshall Júnior revela que, no momento, não há informações que possam ser divulgadas.

Em Palmas, câmeras de vigilância estão focadas no pavilhão e igreja, e apenas flagraram feixes de luz de lâmpadas

Por daiane