Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari - Cotidiano

Jornal da Semana
Cotidiano

Com a chegada do inverno, fogão à lenha e o sol amenizam o frio

, 3 de junho de 2022 às 9h10

A data oficial que dá início ao inverno no Brasil é 21 de junho, no entanto, já foi possível notar uma queda acentuada nas temperaturas no decorrer desta semana. Em Arroio do Meio, o frio intenso recepcionou a chegada do mês de junho. A reportagem do AT circulou na manhã de terça-feira pelo bairro Navegantes e encontrou, na rua Campos Sales, praticamente em frente ao rio, a família Noll.

O casal composto por Ari, 64 anos, e Clarice Noll, 56, tem sua residência localizada no final da rua e relatam que é um lugar muito bom de morar no verão. Porém, a chegada do inverno traz consigo medo e insegurança. “Gostamos muito de morar aqui. No verão, é muito bom, mas no inverno temos muito medo por causa das chuvas. Com três noites chuvosas já precisamos nos preocupar com a cheia do rio”, relatam.

Ao falarem dos prós e contras do local, relembram da última enchente, ocorrida no inverno de 2020. “Da última enchente não sobrou nada aqui. Tudo foi abaixo de água. Tive de reconstruir nossa casa aos poucos, trabalhei em sábados, domingos e feriados para conseguir terminar”, relata Ari. “Falam que vão nos tirar daqui, que vão nos dar uma casa nova num lugar melhor, mas nada acontece”, acrescenta a esposa.

Para amenizar o frio, o casal conta com o auxílio de doações disponíveis no Centro de Referência de Assistência Social (Cras). Além disso, eles possuem fogão à lenha. Ari levanta às 5h da manhã e já faz o fogo, que é alimentado o dia todo com lenha que encontram à vontade pelos arredores. Assim, a casa fica bem quentinha até a hora de dormir. “Um pouco antes a gente ainda deixa um torrão que vai se apagando aos poucos”. O calor do fogo também ajuda a secar as roupas em dias mais chuvosos, que é estendida no porão. Já a mulher acorda às 3h40min para cuidar das netas, pois é o horário que a mãe das crianças vai trabalhar.

Apesar das dificuldades enfrentadas, Ari, que é aposentado pela prefeitura, onde trabalhou por 40 anos, e a esposa Clarice vivem felizes e esperançosos de um futuro melhor. Eles contam que o sonho deles é morar no interior, pois gostam de criar bichinhos como galinhas e porcos, coisa que não seria possível se morassem em um loteamento, por exemplo. Também ressaltam que a fé em Deus é essencial para conseguir superar os obstáculos. Quase todos os sábados fazem devoções na frente de casa, de baixo de uma bergamoteira, para momentos de oração.

Campanha do agasalho

Cerca de 200 famílias estão cadastradas e recebem doações da Campanha do Agasalho. A feira está aberta nas quartas e sextas-feiras na parte da manhã no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Arroio do Meio. Além do período do frio, o Cras também recebe doações o ano inteiro.

Por daiane