Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
O Alto Taquari

Chuva é considerada empecilho maior do que a falta de licenciamento em pedreira

, 13 de maio de 2022 às 9h25

Ainda está em fase de documentação e protocolo o licenciamento da pedreira de São Domingos, de onde será retirado o basalto para rachões e brita para o asfaltamento da ERS-482, no território de Capitão.
De acordo com o secretário da Agricultura, Márcio da Costa, o Maninho, a construtora PAP, vencedora da licitação, já encaminhou parte da documentação dos projetos geológicos e biológicos, que segue em análise no Departamento Municipal do Meio Ambiente.
Segundo ele, assim que as pendências forem resolvidas, o licenciamento será registrado na Agência Nacional de Mineração (ANM), o que pode levar em torno de 15 dias. Revela também que a pandemia e a dengue afetaram o quadro da ANM, que está com dificuldades de despachos.
Entretanto, apura que neste momento as chuvas atípicas de outono são um empecilho maior para o ritmo da obra do que a falta de licenciamento da pedreira de São Domingos, que fica a 1,5km do trecho de 5,1km a ser asfaltado em território capitanense. A pedreira é propriedade de Nédio Dalmoro e está locada para construtora PAP, que tem outra pedreira à disposição em Lajeado, já licenciada.
No fim de abril, a Patrulha Ambiental da Brigada Militar (Patram) fez uma vistoria na pedreira e verificou a falta de licença ou autorização dos órgãos competentes. Por orientação da Polícia Federal de Santa Cruz do Sul, o maquinário que estava sendo utilizado foi apreendido e expedida notificação ambiental para que o empreendimento cesse suas atividades até a sua regularização.

Por daiane