Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
O Alto Taquari

A missão pastoral da família Lehenbauer

, 29 de abril de 2022 às 9h50

O domingo, 1º de maio, será especial para a Comunidade Luterana São Paulo, de Arroio do Meio. Uma programação festiva, que inicia com o culto às 9h, vai reunir os familiares Lehenbauer do Brasil e dos Estados Unidos. Ao meio-dia será servido almoço no salão da comunidade. Os cartões podem ser adquiridos com a diretoria ou pastores.

Em Arroio do Meio a família é muito conhecida pela atuação, do pastor Victor Lehenbauer, que esteve à frente da Comunidade Luterana São Paulo – Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB) – entre 1960 e 1975, quando faleceu. Nascido em Arroio do Meio, mas com pais norte-americanos, formou-se nos Estados Unidos e retornou ao Brasil em 1940, onde constituiu família. A ligação entre Brasil e Estados Unidos é muito forte para os Lehenbauer. Além da ascendência de Victor estar diretamente ligada ao hemisfério norte, a filha Lóis casou-se e fixou residência nos Estados Unidos. No domingo, os familiares dos dois países confraternizam na cidade em que Victor teve participação em muitas obras.

Legado religioso

O alemão radicado no estado do Missouri, Estados Unidos da América (EUA), Johann Konrad Christian Lehenbauer, provavelmente não imaginava que diversos de seus filhos e netos atuariam como pastores, missionários e professores pelas Américas, atuando pela Igreja Luterana- Sínodo de Missouri.

Em 1914 seu filho Georg Wilhelm, veio dos EUA como missionário para a região de Santa Cruz do Sul. Em 1915 outro filho, Albert Ernst Heinrich, veio para a região de Santa Rosa, onde se destacou como pastor, educador, pioneiro e incentivador da soja no Brasil. Mas o primeiro município agraciado com a missão dos Lehenbauer foi Arroio do Meio, em 5 de outubro de 1913, quando da instalação do novo pastor, o reverendo Conrad Ferdinad Gottfried Lehenbauer, na Comunidade Evangélica Luterana São Paulo, também filho de Johann Konrad. O pastor Conrad esteve em Arroio do Meio de 1913 até 1930. Seu trabalho foi fundamental para a consolidação da Comunidade, fundada em 1904, quando o Rev. Carl Wilhelm Gustav Mahler, atendeu ao convite do ferreiro e professor de emergência João Frederico Langer e veio para a “sorridente Villa no verde, tranquilo e esperançoso Vale do Taquari” como registrou na “Kirchenblatt n° 10” do mesmo ano. Na época, o pastor Conrad também atendia as comunidades de Três Saltos, Conventos, Sampaio e Forquetinha.

Em 1918 foi inaugurada a primeira Igreja. A escola que já existia, alguns anos antes da fundação da Comunidade foi assumida por ele e em 1915 recebia seu próprio prédio. O pastor Conrad foi eleito presidente da Igreja Luterana do Brasil, sínodo de Missouri no período de 1924 a 1929. Na época ainda não havia uma organização central e ele coordenava os trabalhos a partir de Arroio do Meio.

O pastor Conrad e esposa Magdalena Augusta Walner tiveram nove filhos, todos nascidos em Arroio do Meio. Em 1930 o casal e filhos retornaram para os Estados Unidos, onde Conrad assumiu a Comunidade Saint Paul, em Nokomis, estado de Illinois, onde ficou, se aposentou e faleceu em 1º de março de 1960. Dos filhos, o mais velho Victor, que saiu do Brasil com 16 anos, Herman, Osmar e Paul, também se formaram pastores, sem falar da Ruth, que casou com o pastor William Rempfer.

Victor Conrado Emilio Lehenbauer, que nasceu em Arroio do Meio em 30 de junho de 1914, primogênito do casal Conrad e Magdalena, com os quais retornou para os Estados Unidos em 1930, se formou no curso secundário em Nokomis, Illinois, onde recebeu como prêmio, devido à excelente classificação, uma viagem pela Europa, Rússia, Japão, Ásia e Oriente Médio. Em 9 de junho de 1940 graduou-se bacharel em Teologia pelo Seminário Concórdia de Springfield, Illinois, o mesmo que formou seu pai. Em seguida foi comissionado para o Brasil, recebendo chamado para Concórdia/ SC, hoje município de Arabutã. Atuou intensamente naquela região, norte do RS, centro-oeste de SC e oeste do Paraná. Nos primeiros anos percorria as múltiplas congregações e pontos de pregação no lombo de um jumento e somente em 1949 teve à disposição um jipe.

Em 1943, em Marcelino Ramos, casou-se com a estrelense, mas com a família radicada no Vale do Rio do Peixe, Norma Markus, sua fiel companheira e intensa colaboradora no trabalho missionário. Esta união foi abençoada com sete filhos, três homens e quatro mulheres. O primeiro faleceu com alguns dias, outros dois, Oscar e Mário, formaram-se pastores pelo Seminário Concórdia de Porto Alegre, como o pai. A filha mais velha, Lóis, se casou com o Pastor Clifford Allan Winter. Renata é casada com José Luiz Thomé de Oliveira, Lilian é casada com Luiz Fernando do Amaral Thomé e a caçula Lorna, que reside em Arroio do Meio, é casada com Toni Meneghini.

Em 1960, o pastor Victor aceitou o chamado para assumir a Comunidade Evangélica Luterana São Paulo, em Arroio do Meio, chegando no dia 4 de março. Dois dias depois, realizou o primeiro culto batizando uma criança. Já no dia 20 de março foi oficialmente instalado pelo pastor presidente da IELB Arnold William Schneider. Em 27 de março fez o primeiro sermão oficial baseado em 2 Coríntios 5: 19-21.

Naquela época eram atendidas além da sede, Encantado, Forqueta, Capitão, Picada Felipe Essig, Picada Arroio do Meio e Linha Cairu, que formavam a Paróquia de Arroio do Meio, além de Lajeado, Beija-Flor, Languiru Arroio do Pau, Linha Tigre e Morro Azul.

Em 21 de abril de 1961 foi inaugurado o atual templo da Comunidade, cuja obra se iniciou em 1954 com o pastor Edvino Hoerlle e no final da década de 1960 foi inaugurado o atual salão. Durante 1966 até 1970 o pastor Victor teve o auxílio do pastor aposentado Rev. Wilhelm Erbert, residente no município.

Ampla atuação comunitária

Na Igreja Evangélica Luterana do Brasil o pastor Victor teve ativa participação no Departamento de Missão. O pastor Victor Lehenbauer, além de ativo e incansável servo de Deus, que se destacava pela voz forte e clara em seus sermões, inclusive em pregações radiofônicas, era muito atuante em outros setores da comunidade. Foi professor no CNEC e São Miguel. Membro ativo e Presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento, um dos fundadores da Associação dos Menores de Arroio do Meio (Amam), presidente do Núcleo da Legião Brasileira de Assistência (LBA) e presidente do Conselho Arroio-meense dos Clubes 4-S. No Bairro Bela Vista há uma rua com seu nome.

Uma das últimas atividades em que o pastor Victor Lehenbauer esteve envolvido foi o Congresso Nacional da Juventude Evangélica Luterana do Brasil, que ocorreu nos dias 29, 30 e 31 de janeiro e 1º e 2 de fevereiro de 1975, em Arroio do Meio, congregando centenas de jovens de todo o país.

Em 6 de fevereiro de 1975 veio a falecer, de forma repentina, depois de 35 anos de atuação intensa na Igreja Evangélica Luterana do Brasil. No dia seguinte foram realizados os ofícios fúnebres com a presença de grande multidão, entre congregados, amigos, pastores e professores. A mensagem foi dirigida pelo presidente da IELB Rev. Johannes Gedrat.

Pouco tempo antes de seu falecimento, em entrevista à revista “Conheça”, aqui do Vale do Taquari, falando sobre valores espirituais, disse: “Temos que nos voltar às Escrituras Sagradas, considerá-las santas e gostar de ouvir e de estudar com fé singela de uma criança, e não com a mente de um cientista, adulterada pelo pecado, cujo pensamento muitas vezes é considerado igual ou maior do que Deus. Confiando em Deus e sua santa palavra, o homem acha alívio e consolo em todas as adversidades e necessidades e pode ter a certeza de que Deus nos leva, através de caminhos tortuosos, para a salvação eterna, pela fé em Cristo Jesus. Além disso devemos nós, os pais, reconhecer que nossos filhos são o mais precioso presente que Deus nos deu e, assim, também devemos tratá-los como uma preciosa dádiva de Deus”.


Colaboradores para esta matéria
João Carlos Hilgert, pastor Oscar Lehenbauer, Xumby Theves, pastor Jair Erstling, Lorna Lehenbauer. Fontes: Livros Arroio do Meio Ano 50, Cultura Sociedade e
Igrejas, Arroio do Meio entre Rios e Povos, Revista Mensageiro Luterano, Arquivo pessoal de Oscar Lehenbauer e Lorna Lehenbauer e arquivos da Comunidade São Paulo.
Fotos: Xumby Theves e acervo da família


CNEC anos 1960. Na foto foram identificados Gilberto Westphal, Dario Moesch, Werner Fritz, Hardy Grunewaldt, Pastor Victor Lehenbauer, Alice Ferreira Rodrigues

Lançamento da pedra fundamental da prefeitura. Além do pastor Victor (destacado) também aparecem na foto, Ireno Buttini, o então prefeito Benito Jacob Johann, Leo kist, Breno Schneider, Capitão Aldo Terceu Thomé, Adailton Cé, Oscar Barden, Júlio Rodrigues, Amos Wallerius

Eevento de educação em 1964. E/D: Milton Halmenschlager, Júlio Rodrigues, Arnesto Dalpian, Pastor Victor, Capitão Aldo Terceu Thomé, Monsenhor Jacob Seger, irmãs da Divina Providência e Adalberto Brod

Família Lehenbauer (E/D) Mario, Renata, Lilian, Lóis e Oscar. Sentados, o pastor Victor a esposa Norma e a caçula Lorna

Por daiane

Igreja Luterana São Paulo e escola, em 1925. Pastor Conrad Lehenbauer em destaque na primeira fila e o filho Victor segurando o cartaz