Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Política

Vereadores aprovam incentivos para o esporte e pavimentações

, 21 de janeiro de 2022 às 10h02

Oito projetos de lei, sendo três em regime de urgência, foram aprovados pelos vereadores presentes na sessão ordinária de quarta-feira da Câmara de Vereadores de Arroio do Meio, que teve a ausência Vanderlei Majolo (PP), que encaminhou atestado médico.
Entre as aprovações: o recebimento da doação de uma área de terras, do CPM da Escola Getúlio Vargas de São Caetano; o asfaltamento da estrada geral de Forqueta Baixa e da rua Juscelino Kubitscheck no bairro Dom Pedro II; a pavimentação com pedras regulares de basalto, mediante Contribuição de Melhoria, nas ruas: José Trasel, em Rui Barbosa, Osvaldo Fernando Endler em São Caetano e Panambi no bairro Medianeira; a permuta de servidor da Educação com o município de Teutônia; o repasse de R$ 2,5 mil para realização 5ª etapa da Copa dos Vales de MTB no dia 6 de fevereiro; o custeio de até R$ 21 mil para o Campeonato de Futebol Amador; e ampliação de 25 para 50 vagas do cargo de monitor escolar.

Também foi aprovado o pedido de informações da Bancada do MDB, cobrando esclarecimentos do Executivo de quem é ou são as pessoas que seriam contra o asfaltamento da ERS-482, conforme pronunciamentos públicos em Arroio Grande no dia 27 de novembro e no bairro Medianeira em 11 de dezembro, em respeito ao financiamento de R$ 14,1 milhões aprovado pela Casa.
Nas discussões dos projetos, Rodrigo Kreutz (MDB) parabenizou a comunidade pela iniciativa da doação da área da escola Getúlio Vargas e Marcelo Schneider (MDB) pelo envolvimento da comunidade com a Administração, para a concretização.

Roque Haas, o Rocha (PP), enfatizou a emenda do deputado federal Afonso Hamm, do seu partido, para o asfaltamento em Forqueta Baixa.
José Elton Lorscheiter, o Pantera (PP), destacou ser uma via com muito movimento de veículos pesados na rua Juscelino Kubitschek e acredita que até o meio do ano este projeto esteja pronto. Rocha observou ser um projeto por muitos anos discutido na Casa. “Se hoje está sendo contemplado, é devido a importância da via”, comentou. Paulo Roberto Heck (MDB), frisou que é uma rua há pouco tempo aberta, mas já de grande importância para os munícipes, o que mostra como uma boa infraestrutura faz o município crescer.

Pantera falou da importância do incentivo ao Futebol Amador, mas que se pense em algo para aumentar o número de equipes na competição, especialmente na estruturação de equipes diretivas. Kreutz fez uma consideração à Liga, sugerindo que se diminua a idade dos atletas para participar da categoria de Aspirantes. Alessandra Brod (Progressistas) alertou para a importância de se atentar para o regulamento da competição, que deve ser rígido. Schneider desejou uma boa jornada para a nova diretoria da Liga e disse que os projetos de esportes são sempre bem vistos pelo Poder Legislativo.

Sobre o aumento da vaga de monitores, Nelson Paulo Backes (PDT) observou que estes profissionais irão atender crianças com necessidade especiais, casos que têm aumentado muito no município. Adiles Meyer (MDB) assinalou que se todas as crianças com necessidades especiais foram atendidas individualmente, logo vão novamente faltar profissionais. Já Alessandra sugeriu que o município pense num currículo adaptado para estas crianças.

Dois projetos e um anteprojeto – de autoria de Maria Helena Matte (MDB) – deram entrada as comissões de Constituição e Justiça e de Finanças e Orçamento. Tratam do chamamento público e credenciamento de pessoas jurídicas para realizarem serviços de mecânica especializada a ser empregada na manutenção dos veículos que compõem a frota do município; credenciamento de empresas especializadas para a prestação de serviços de publicação em jornais e revistas impressos, de caráter informativo, educativo e de orientação social, com distribuição no município, região e RS, para veiculação de publicidade institucional por meio de inserções de atos legais, programas de utilidade pública e campanhas institucionais e credenciamento de emissoras de rádio AM e/ou FM, com transmissão/cobertura de caráter informativo, educativo e de orientação social; e multa para maus-tratos a animais domésticos e, sanções administrativas a serem aplicadas a quem os praticar, sejam pessoas físicas ou jurídicas, no âmbito do Município.

DECRETO DE EMERGÊNCIA E PERSEGUIÇÃO POLÍTICA – Paulo Roberto Heck (MDB) pediu informações sobre o decreto de situação de emergência questionando a homologação pelo Estado. Elogiou o empenho no transporte de água às propriedades e sugeriu medidas para o prolongamento de dívidas. A respeito das Escolas de Educação Infantil, se disse feliz pelo aumento do número de profissionais. Por outro lado, disse que algumas professoras estão reclamando do reajuste, se comparado com o restante do funcionalismo. Também falou sobre perseguição política, dizendo que no começo da gestão uma ex-secretária se sentiu perseguida. Também, que houve a realocação do operador de máquinas Rodrigo para outra localidade. A perseguição também estaria sendo sentida pelas veterinárias e frente a realocação de mais um operador, Cesar, da secretaria da Agricultura. “Quem perde são os munícipes”.

POLUIÇÃO SONORA E DESEMPENHO NAS OBRAS – Nelson Paulo Backes (PDT) destacou que a chuva possibilitou que secretaria de Obras se dedique ao máximo na recuperação das estradas que está sendo bem-vista. Citou vários locais onde acompanhou os trabalhos. Pediu ao presidente da Casa que agende uma reunião com o comandante da Brigada Militar local para se tratar a respeito dos excessos na sonorização automotiva e do barulho dos escapamentos das motocicletas. Disse que após as 22h “é tenebroso”. Também falou a respeito das calçadas de passeio, pracinhas e áreas de lazer. Sugeriu que as calçadas de passeio sejam padronizadas. Ainda, cumprimentou a vice-prefeita Adriana pela condução do Poder Executivo na ausência do prefeito Danilo. Sobre a perseguição política, garantiu que sua sobrinha, ex-secretária de Educação, escolheu o desligamento por uma decisão pessoal.

PROJETO PARA SOCORRO AOS AGRICULTORES – Roque Haas, o Rocha (PP) disse que está caótica a situação dos agricultores, em função da falta de chuva. Que muitos produtores estão precisando de auxílio da Administração com o transporte de água até as suas propriedades. “Nenhum ficará desassistido”. Ainda sobre a estiagem, disse que a Administração está elaborando um projeto que irá ajudar os agricultores. “Já conseguimos avanços nos programas existentes, mas estamos buscando fórmulas de atender e dar prioridade para os agricultores. Não vamos medir esforços”. Destacou que a situação de emergência foi protocolada por volta de 15 de dezembro e já está homologada. Garantiu que novos programas serão criados. “Temos recursos e a Administração está fazendo”. A respeito de perseguição política, questão levantada pelo colega Paulo Heck (MDB), destacou que nunca ouviu falar sobre. Que quanto ao operador e colega vereador, Rodrigo, como é morador de Arroio Grande, foi realocado para aquela localidade, para que atenda a mesma. Ao final reforçou que desconhece e que nunca irá aceitar perseguição.

PÁ-CARREGADEIRA E SUGESTÕES PARA AJUDAR AGRICULTURA – Rodrigo Kreutz (MDB) enalteceu a vinda de mais uma emenda do deputado Alceu Moreira (MDB), na ordem de R$ 420 mil, para aquisição de uma pá-carregadeira e um rompedor hidráulico, para a secretaria de Obras. Também parabenizou a secretaria de Obras pelo serviço executado na rua João Antônio Rauber. Lembrou de sua luta pela abertura da rua Juscelino Kubitschek, a qual também será pavimentada. Agora sugere uma nova ponte, fazendo com que o fluxo possa ser direcionado para o bairro Bela Vista. O vereador também pediu uma lixeira na subida do Morro São José. A respeito da seca, disse que participou de uma reunião do STR, na Medianeira, onde foram tratados diversos assuntos a respeito. Frisou que a secretaria da Agricultura já vem fazendo algumas ações e listou uma série de projetos que podem ser pleiteados, como, por exemplo, o do transporte de alimentos para os animais, que, segundo ele, irá faltar no inverno, melhoria do programa de Sementes Troca-Troca, garantir sementes de inverno, busca de apoio para perfuração de poços, interligação de redes, compra de leite pela Conab, agilidade na liberação de seguros agrícolas, prorrogação de financiamentos por dez anos com a mesma taxa de juros praticada hoje, irrigação para hortifrutigranjeiros, financiamentos com juros acessíveis, apoio a piscicultores, entre outras medidas. “As outras áreas sempre foram ajudas pelo Poder Público”, reforçou.

FIM DA OBRIGATORIEDADE DAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA – Alessandra Brod (PP) repercutiu os transtornos provocados pelo calor excessivo e temporais, entre eles, a falta de energia elétrica. Disse que uma família ficou 36 horas sem luz. Frisou que fez uma intervenção com a RGE e que, na oportunidade, também questionou o responsável da região, o que é prioridade e a resposta foi que é a saúde. “Há necessidade de pensar uma forma de criarmos prioridades para repassar a RGE”. Em aparte, o vereador Rocha disse que a concessionária está brincando com os agricultores, diante da situação. Já Kreutz assinalou que é preciso algo mais pontual para resolver. Aproveitando o gancho dos problemas quanto a falta de energia e as dificuldades para contato com a empresa Backes alertou quanto ao perigo da possibilidade de privatizar a Corsan. Alessandra ainda lamentou o Decreto da Secretaria Educação do Estado que limita a educação física dentro do Ensino Médio. “É um momento em que o jovem precisa deste tipo de atividade. A educação física tem muito a contribuir com os adolescentes”. Pediu apoio da casa legislativa, dizendo que está participando de um grupo de vereadores e deputados para derrubar esta portaria do Estado.

RECREDENCIAMENTO AO SISBI E BASTIDORES – Adiles Meyer (MDB) parabenizou o presidente Marcelo Schneider por promover uma reunião com os colegas e veterinárias, tratando a questão da perda do Sisbi. “Os empreendedores estão sendo muito prejudicados, assim como o município”. Lamenta o que aconteceu, pois houve empenho das servidoras para o projeto que é referência. “Gostaria que isto fosse resolvido, entre Executivo, Legislativo e servidoras, pois há um prazo, uma corrida contra o tempo”. Quanto a transferência de servidores, conhecendo o prefeito, quer crer que isto deve ser uma fala de bastidores. Por último, parabenizou a vice-prefeita pelo trabalho à frente do Poder Executivo enquanto o prefeito esteve fora.

VACINAÇÃO INFANTIL CONTRA COVID-19 E MAUS-TRATOS – Maria Helena Matte (MDB) falou sobre o card que saiu da Secretaria da Saúde, a respeito da inscrição e divulgação, para que os pais deixem os nomes dos filhos de 5 a 11 anos para a vacinação contra o coronavírus. “São muitos novos casos de covid em Arroio do Meio. Tenho certeza de que a vacina ajuda e tem que ser aplicada”. Reforça que os pais procurem a secretaria para deixar os nomes dos seus filhos. Sobre o seu anteprojeto que estabelece multa e sanções administrativas para maus tratos a animais, frisou que o objetivo é educar gradativamente a população e contribuir para a vida animal. “São vários casos de maus-tratos e abandono de animais em Arroio do Meio. É uma questão de saúde pública”. Rocha, em aparte, falou sobre o excesso de animais em algumas propriedades e que deveria ter como incluir algo para resolver este fato.

VAGAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL, INCENTIVOS AO ESPORTE E AGRICULTORES – Cesar André Kortz (MDB) destacou que o CPM da Escola Getúlio Vargas vai ser parceiro com a doação de terra. Parabenizou a atitude de todos os envolvidos e pediu atenção especial à preservação do prédio da escola e da casa da antiga professora. No mesmo sentido, elogiou a contratação de mais monitores. Ainda, parabenizou a vereadora Alessandra que falou a respeito da portaria 350 do Estado. “O governador foi infeliz em cortar a educação física no Ensino Médio. Hoje o esporte é uma das melhores formas e terapia”. Disse ainda que já há 40 deputados estaduais e outros federais contra a portaria. A respeito de creches, destacou o vale-alimentação dos professores. “Algumas ganham e outras não”. Esclareceu que quem trabalha 44 horas semanais tem direito ao vale, já quem tem menos horas no contrato, não ganha. “Que o município também valorize as demais”. Kortz também elogiou os projetos relacionados ao esporte e pediu pela renovação com o projeto da Avates. A respeito da estiagem, assinalou que há grande deficiência de água no interior e elogiou o fato do município estar fazendo o transporte. “No ano passado foi auxiliado o comércio que estava em dificuldades em relação a pandemia, agora é a hora de ajudar os agricultores”, pontuou. Por último sugeriu que as licenças ambientais sejam emitidas sem custo por um período.

MAIS PROJETOS PARA O ESPORTE E NOVA PONTE – José Elton Lorscheiter, o Pantera (PP) repercutiu seu requerimento a respeito da instalação de energia fotovoltaica no município considerando assustadoras despesas R$ 1,9 milhão em energia elétrica. Sugere que a Administração faça um estudo para tentar construir algo, talvez a elaboração de uma usina. Quanto ao esporte, revelou que a Administração está trabalhando em um grande projeto para os jovens. “Todas as crianças que queiram vão ter oportunidade”. Frisou a importância do projeto de incentivo ao futebol amador. “Investir em esporte é investir em saúde”. Quanto à construção de uma ponte na rua Juscelino Kubitschek, o meio ambiente já está estudando um meio legal e certamente a ponte sairá. Pantera também esclareceu quanto ao reajuste aos professores da educação infantil. Disse que o repasse ocorreu em dezembro e que foi igual como os demais servidores, contudo, que gerencia isto são os CPMs com as direções das escolas. Por último, disse ser inverdade haver perseguição política.

PREOCUPAÇÃO COM O SISBI, ESTIAGEM E APOIO AO ESPORTE – O presidente Marcelo Schneider (MDB) falou da satisfação de ser convidado pelo secretário de desenvolvimento econômico do Rio Grande do Sul, Edson Brum, e outras autoridades para fazer visitas às empresas Serraff, Girando Sol e Central Sul. Disse que na oportunidade foram colocadas as possibilidades oferecidas pelo Estado em termos de fomento e outras melhorias. Também agradeceu ao deputado Alceu Moreira, do seu partido, pela verba para uma pá-carregadeira e um rompedor hidráulico. “Foi o deputado que mais trouxe verbas para o município”. Schneider destacou ainda a reunião que tiveram com as veterinárias, as quais disseram que não foram procuradas pela Administração para uma conciliação. “Há prazos. Uma funcionária iria voltar ao trabalho e ganhou dois meses de férias, em protocolo assinado pelo secretário. Empresas perdendo, o município perdendo e algumas pessoas com ‘picuinhas’”. A respeito da estiagem, pede que a Administração olhe para os agricultores, que sejam assistidos com algum valor, como foi o comércio. Sobre os projetos do esporte, disse ser um defensor por mais valores e incentivos para as escolinhas. Disse que outros municípios têm mais modalidades. “É o esporte que fomenta e tira a ‘gurizada’ das ruas”. Disse que também foi procurado por dois professores de educação física a respeito do decreto do Estado para retirar as aulas desta disciplina do Ensino Médio. “Vamos fazer uma moção de repúdio para revogação do decreto”. Ainda, enalteceu o projeto de Paulinho Sabará, junto ao bairro Medianeira, que trará uma palestra com o melhor jogador de futebol de salão do mundo. Por último, avaliou com uma vergonha a situação da RGE. “Participei de diversas reuniões, mas chega na hora da falta de luz, não muda nada. Quem paga a conta são os agricultores e os demais munícipes. Isso é inadmissível”.

Por daiane