Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Apartes

Falta de chuvas

14 de janeiro de 2022 às 9h22

A estiagem prolongada, entre outras culturas, afeta a produção de soja e do milho, essenciais para a cadeia alimentar humana e animal. Na nossa região, caracterizada pela pequena propriedade rural, mas também pela indústria da alimentação voltada ao agro, a seca tem um impacto significativo. Um dos aspectos que ameniza a situação é o sistema de cooperativas, através do qual são articuladas ações conjuntas com mais força política.

Ser sensível às dificuldades do pequeno produtor

O secretário de Administração de Arroio do Meio, Áurio Scherer, com longa caminhada junto aos pequenos agricultores, disse esta semana que está muito preocupado e considera que esta estiagem é a mais grave que tem notícia, porque começou muito cedo e que o agricultor não consegue plantar, nem a safrinha. “A boa notícia é que a homologação do estado de emergência vai permitir que o produtor tenha acesso a socorros dos governos federal e estadual.” Apesar da grave situação, Scherer entende que não se pode cair no desespero, e por isto também está se envolvendo pessoalmente em buscar amenizar os impactos para o produtor. Conversou com o gerente Jair de Almeida do Sicredi de Arroio do Meio, para que fosse levada a situação até a direção da Sicredi Região dos Vales e a possibilidade de ampliar e renegociar eventuais dívidas. Citou o Programa de Sementes Forrageiras, que está sendo trabalhado pelo STR para Arroio do Meio, Capitão e Travesseiro que poderá ajudar na hora que começar a chover.

Nova geração de vacinas

A Organização Mundial de Saúde está alertando para que os fabricantes de vacinas contra a covid-19 desenvolvam uma segunda geração de imunizantes, uma vez que as novas infecções provocadas pela ômicron do coronavírus se transmite em maior velocidade. Atualmente as vacinas disponíveis foram produzidas tendo como base a cepa original de coronavírus que surgiu em Wuhan, na China, cepa que praticamente não circula mais. Existem novas variantes.
A entidade ressaltou que as vacinas “precisam ser baseadas em cepas que são geneticamente e atigeneticamente próximas das variantes circulantes do SARS-Cov-2.
Outro ponto destacado, é de que a nova geração de imunizantes ofereça uma proteção maior contra a infecção e mais duradoura, diminuindo a transmissão comunitária e necessidade de medidas sociais de saúde pública rigorosas e de amplo alcance.
Ao que tudo indica ainda vamos conviver com as consequências da pandemia por um longo tempo, que afetou a vida da maioria das pessoas do planeta. Será que um dia vamos chegar próximo ou não, a encontrar responsáveis, causas e consequência por este desastre?

Vacinação de crianças

“Foi com grande satisfação que a Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul assistiu a divulgação, por parte do Ministério da Saúde, que as crianças com faixa etária entre 5 e 11 anos seriam incorporadas à estratégia nacional de Vacinação para a covid-19.
… As sociedades científicas do nosso país, contribuíram para tirar do cenário político uma decisão que tem que ser técnica.” A afirmação é do presidente da Sociedade de Pediatria do RS, Sérgio Amantea, em artigo publicado no Jornal do Comércio em 07.01.2022.

Crítica

Já o presidente Jair Bolsonaro tem afirmado que não permitirá que sua filha Laura de 11 anos seja vacinada. Um dos argumentos é que “uma das questões que a gente colocou no Ministério da Saúde, e que você pai tem que saber: a Pfizer, dona desta vacina, não se responsabiliza por efeitos colaterais”.

Segunda quinzena

Se o cronograma for cumprido, o Rio Grande do Sul pode iniciar a vacina da Pfizer das quase 970 mil crianças de cinco a 11 anos na segunda quinzena de janeiro. Em Arroio do Meio a previsão é de que o cronograma possa ser iniciado no final da semana que vem, segundo o secretário da Saúde, Gustavo Kasper, em entrevista dada ao jornal nesta semana. Na ocasião, Kasper disse se sentir aliviado porque até quarta-feira não havia nenhum internado por covid-19 no HSJ. Ele atribuiu o cenário positivo ao alto índice de cobertura vacinal alcançado pelo trabalho desenvolvido pela secretaria e pelo nível de conscientização da população alvo, sobre a importância da vacina.

Por daiane