Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Polícia

Dinarte Marshall Júnior pretende reestruturar DP de Arroio do Meio

, 1 de outubro de 2021 às 8h49

De volta a Arroio do Meio desde a semana passada, após rápida passagem de 20 dias em 2018, o delegado Dinarte Marshall Júnior tem como foco inicial, a reestruturação tecnológica, operacional, administrativa e do próprio imóvel da Delegacia de Polícia. Para isso, buscará apoio do Consepro, poder público, empresas e comunidade.

O novo titular cita a necessidade de mais um agente policial e entente que a vinda de mais um estagiário será importante para dar celeridade aos serviços administrativos e de atendimento ao público. Hoje a Delegacia de Polícia (DP) conta com dois agentes policias e duas estagiárias, sendo uma de Ensino Médio, que só atua meio turno. Outro foco será a implantação de um cartório da mulher vítima de violência familiar, por meio da ‘sala das margaridas’.

Em sua visão, toda a estrutura da delegacia precisa ser melhorada. Atualmente os computadores estão aquém dos requisitos necessários ao sistema de informações interligado com o Ministério Público e Fórum, que demandam de um processamento rápido e eficiente. “Nosso sistema tranca. Além disso, a viatura já tem mais de 12 anos de uso. Infelizmente o Estado não tem recursos para dar o aporte necessário,” justifica.

Dinarte, que desde 2019 estava à frente da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), acredita que sua transferência foi uma decisão política. “As quedas nos índices de criminalidade na região foram expressivas. Desenvolvemos várias ações, conseguimos recursos, materiais, viaturas discretas, dentre várias questões. Nunca fomos chamados para dar explicações sobre a piora de índices no RS Seguro. Pelo contrário, para explanar sobre boas práticas. Não pedi para sair. Estávamos em franca expansão. Não fiquei satisfeito em sair da Draco, mas fiquei satisfeito em vir para Arroio do Meio, que é uma cidade acolhedora”, declara. Ele, que substitui o delegado Humberto Messa Röhrig, transferido para Estrela, também ficará na chefia da DP de Cruzeiro do Sul.

Além da reestruturação da DP local, o novo delegado pretende priorizar a conclusão de inquéritos envolvendo crimes graves e coibir o tráfico de drogas na área de abrangência da DP, que engloba Capitão e Travesseiro. Só em Arroio do Meio, segundo ele, são mais de 10 pontos de tráfico, distribuídos nas principais localidades. “São indivíduos que têm o apoio de facções”, apura.

Segundo Dinarte, o consumo de drogas é elevado nos municípios de abrangência da DP e indiretamente fomenta crimes contra o patrimônio, que são furtos e outros delitos. “Vamos buscar a integração com a Brigada Militar para ações mais contundentes”.

Para ele, o consumo de drogas é uma epidemia mundial, difícil de ser enfrentada, inclusive em países de primeiro mundo. Por isso, defende a inclusão de uma disciplina obrigatória nas séries iniciais, como forma educar as futuras gerações e enfraquecer a demanda naturalmente, sem a necessidade de repressão. “Só existem traficantes, porque existe o consumo. Vamos cumprir com nosso papel de prendê-los, apreender a droga e o dinheiro deles, mas o fim do tráfico depende da conscientização sociedade”, observa.

O delegado já circulou pelas áreas urbanas e rurais dos municípios e ‘visualizou’ que as estradas de boa qualidade e a ramificação entre uma ponta e outra, da divisa com Encantado na ERS-130, até Pouso Novo, na BR-386, evidenciam potenciais rotas para o crime organizado.

Por daiane