Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Agrovale

Monitoramento de pragas durante a entressafra

, 23 de julho de 2021 às 8h42

Com o desenvolver das culturas, novas tecnologias e todo o “pacote” visando os melhores resultados para obter a máxima produtividade. Sempre buscamos a melhor eficiência com relação ao como/onde, visando bater os tetos produtivos da cultura.

Um fator que influencia diretamente em todos esses passos de desenvolvimento são as pragas e moléstias, que fazem o desafio ficar ainda maior. Não bastasse contar com as intempéries do tempo, durante o caminho, surpresas aparecem e precisamos estar atentos para conseguir trabalhar/manejar com êxito desafios que aparecem.

As culturas são desenvolvidas para determinados ambientes, investimentos e necessidades visando conseguir expressar seu potencial genético que ali foi implantado. Sempre acabam acontecendo ajustes e isso é normal, visando a segurança na hora da colheita.

Um ponto que precisamos dar mais atenção e observância, e eu posso mencionar com segurança, é o monitoramento de insetos e pragas na entressafra. Mas aí, sempre aparece aquela história: tal inseto não aguenta o inverno. Quatro meses sem chuva nesse Norte controlam as populações de insetos-praga.

Pode até amenizar ou reduzir a população, mas não acaba com elas. O mesmo acontece com plantas daninhas, mesmo que o produtor faça um manejo muito bem-feito, sempre tem alguma planta que acaba sobrevivendo e tolerando a aplicação, se tornando plantas resistentes a esse manejo.

O mesmo ocorre com os insetos que acabam se adaptando às adversidades e a segurança em seu controle deve estar associada a armadilhas que devemos instalar para saber onde e quais insetos estão na minha área para, assim, conseguir manejar com a melhor eficiência possível e reduzir as surpresas no decorrer do desenvolvimento das culturas comerciais.

Sem dúvidas o monitoramento e as armadilhas são a maneira mais eficiente para saber com exatidão quais insetos estão presentes e, consequentemente, maneja-las sem causar danos durante o desenvolvimento da cultura, obtendo os melhores resultados

Por daiane

A partir dessas armadilhas, conseguimos facilitar muito com relação a quando e como manejar, para ser mais eficiente possível contra insetos, pragas, sabendo como lidar com elas de maneira eficiente ainda antes de implantar a cultura