Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Forquetense - 75 anos

Rainhas e princesas do clube

, 22 de maio de 2020 às 10h48

O Forquetense fazia parte de uma grande tradição que existia no meio social dos clubes de futebol: escolher a rainha e princesas. Durante muitos anos esses bailes com candidatas escolhidas através da venda de votos aconteciam no Salão Kunrath (hoje Casa Celeste). Além da escolha das soberanas, esses eventos serviam para arrecadar recursos, que eram investidos em projetos do clube. O Forquetense manteve essa tradição até o começo dos anos 90.


Time de veteranos começou em 1980

Muitas foram as cabeças pensantes do clube no decorrer da história do Forquetense. Na segunda metade dos anos 70, quando o Forquetense conquistou títulos municipais em 1978 e 1980 e mais a Copa Arizona neste mesmo ano e foi vice em 1979, quando começou a surgir movimento para organizar um time de veteranos. Esse time surgiu em 1980, a partir da liderança de Alito Barkert. Atualmente a equipe de veteranos é liderada por Aristides Golzer.


Bocha: lazer e disputa

Por longos anos o Forquetense vem escrevendo linhas em sua história através da modalidade da bocha. Além dos jogos como lazer entre associados, o clube se destaca com a participação de suas equipes nos Campeonatos Municipais de Bocha. Entre outras lembranças vitoriosas, mais recentemente em 2019, o Forquetense foi campeão da Segunda Divisão do Campeonato Municipal – categoria Força Livre. No começo deste ano a diretoria do clube realizou obras de melhorias nas duas canchas com investimento de mais de R$ 10 mil, deixando o ambiente em perfeitas condições para a pratica da bocha, coordenada por Flávio Wolf.

Bochistas campeões em 2019


Galeria de presidentes

Ervino Trasel • José Vicente Stein
Emílio Hetzel • Zeno Lermen • Leopoldo Kunrath
Antônio Prediger • Norberto Redecker
Dario Staffen • Celeste Kunrath • Rene José Stein
Aloisio Weschenfelder (*) • Roque Berwanger
Erno Lermen • Dionísio Winck • Albano Stein (*)
Arlindo Wolf • José Klaus • Alito Barkert (*)
Ilvo Bolgenhagen (*) • Otávio Heineck (*)
Tarcísio Telöken (*) • José Ivan Prediger (*)
Lauro Kraemer • Inácio Goldmeyer (*) • Luis Lansing (*)
Sereno Weizenmann (*) • Ângela Kraemer Kolzer (*)
Euclides Reis (*) • Rodrigo Kraemer Kolzer (Mano) (*)
Nestor Fuhr (*) • Flávio Liesenfeld (*)
Na lista Ângela K. Kolzer é a única mulher que assumiu a direção do clube. Antes seu avô Ervino Trasel foi primeiro presidente e o pai Lauro Kraemer também foi presidente. Mais adiante seu filho Mano cumpriu mandato. Outro detalhe é o nome de Sereno Weizenmann que cumpriu seis mandatos como presidente.
Os nomes marcados (*) são pessoas que ainda estão vivas.


Irno Staffen – Foi diretor para seis presidentes

Ser presidente do Conselho Fiscal representa uma grande responsabilidade e importância em cada entidade. É o órgão que fiscaliza as contas do clube com direito e compromisso de aprovar ou reprovar mediante pareceres emitidos por ocasião das assembleias.

José Herrmann – Presidente do Conselho Fiscal

Por Alan Dick

Da esquerda para a direita: Viviane Hofstetter Mallmann (1ª princesa), Ângela Kolzer (coordenadora do concurso), Angelita Haas Führ (rainha) e Fabiana Barkert (2ª princesa), soberanas de 1990