Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Pandemia

Prefeitos questionam necessidade de medidas extremas para todos os municípios do vale, prejudicando a economia

, 15 de maio de 2020 às 10h50

O governo do Estado segue trabalhando em ações para combater a pandemia do coronavírus. Na quarta-feira, em live transmitida pela página do governo no Facebook, o governador Eduardo Leite divulgou a pesquisa de prevalência da população desenvolvida pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Um total de 24.860 pessoas já pode ter sido infectado por coronavírus no Rio Grande do Sul – número nove vezes maior do que mostram os dados oficiais.
O modelo de bandeiras permanece, até o novo pronunciamento de Leite, previsto para este fim de semana. Apenas a região de Lajeado permanece com bandeira vermelha no estado, que indica o avanço desproporcional da doença em relação ao número de leitos de UTI na Região.
Em assembleia geral da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat) realizada em Encantado na segunda-feira, 11, os prefeitos da região elaboraram um documento questionando a classificação de bandeira vermelha para todas as cidades do Vale no que diz respeito à pandemia provocada pelo coronavírus. Este foi enviado na terça-feira, ao governo do Estado.
Para os prefeitos, o Vale do Taquari está sendo discriminado. Eles não concordam que todos os municípios precisem manter o comércio fechado, por exemplo, já que a situação mais grave ocorre nas cidades maiores, como Lajeado. Para os gestores, há uma grande preocupação, também, em relação à interdição de um frigorífico de Lajeado. “Quase todas as nossas cidades são produtoras de proteína. O que os nossos produtores vão fazer com os animais que ficam em suas propriedades”, questionou o presidente da Amvat, Marcos Martini, que também é prefeito de Nova Bréscia.

Decreto municipal

No início da semana, a Administração Municipal de Arroio do Meio emitiu decreto no qual recepciona o sistema de distanciamento controlado para fins de prevenção e enfrentamento à epidemia causada pelo novo coronavírus – covid-19 e reitera a declaração de estado de calamidade pública, por parte do Estado do Rio Grande do Sul, através dos decretos estaduais nºs 55.240 e 55.241, de 10 de maio de 2020. As medidas restritivas seguem enquadramentos do Governo do Estado, referentes à região do Vale do Taquari, classificada como bandeira vermelha no avanço do coronavírus, segundo resultado da mensuração dos indicadores de que trata o art. 4º do decreto estadual 55.240/20.
Prefeitura e demais repartições públicas aderiram ao turno único de atendimento, das 7h às 13h, com exceção da Secretaria Municipal da Saúde, por tempo indeterminado, dependendo das manifestações do Governo do Estado. O regramento das atividades e seu funcionamento, conforme cor da bandeira, podem ser conferidos no site: www.estado.rs.gov.br/entenda-o-modelo-de-distanciamento-controlado-do-rs.

Por daiane