Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Trânsito

Pedestres cobram recolocação de faixa de segurança em frente à Minuano

, 15 de maio de 2020 às 10h40

Os locais de pintura das duas novas faixas de pedestres, nas imediações da unidade de embutidos Minuano, na rua presidente Vargas, no bairro Aimoré, Arroio do Meio, têm sido alvo de críticas de pedestres que circulam pelo bairro.
Conforme reclamações, as novas faixas implantadas após o recapeamento asfáltico feito nas primeiras semanas do ano, são pouco usuais. Elas estão a aproximadamente 100 metros de distância da faixa antiga, que ligava o portão de acesso da empresa ao depósito, do outro lado da via, bem próxima aos estacionamentos de bicicletas e motocicletas. Agora, é necessário percorrer 200 metros a mais para estas travessias. Além de consideradas mal colocadas, as novas faixas reduzem vagas de estacionamento de automóveis ao longo da via.
Segundo informações de moradores, um dos 200 funcionários, quase foi atropelado nas imediações ao tentar se descolar pela travessia antiga. Os mais críticos vão além, e dizem que o modelo de quebra-molas e faixas de pedestres no município precisaria ser modernizado.
Segundo eles, as travessias elevadas gerariam economia na instalação, manutenção e, ao mesmo tempo, seriam mais práticas, pois num único ponto haveria a redução de velocidade e cruzamento de pedestres.
Procurado no dia 8, pela reportagem do AT, o coordenador do Planejamento, Fernando Eneias Bruxel, programou a repintura no antigo local ainda no decorrer desta semana. Segundo ele, ocorreu uma falha de comunicação entre a empresa vencedora da licitação e o setor de engenharia da prefeitura. Também será restringido o estacionamento em um dos lados da via, na imediação da ponte, para melhorar a segurança nos transeuntes.
RUA ESPERANÇA – O estreitamento em alguns pontos da rua Esperança, no bairro Dom Pedro II, impede estacionamento de veículos de forma segura na via, pavimentada para ser rota alternativa aos moradores de Bela Vista e Arroio Grande. Bruxel explica que o estreitamento foi necessário devido a delimitações de terrenos em antigo loteamento, e posicionamento da rede elétrica. O reposicionamento de cada poste teria um custo de R$ 15 mil. Em breve deverá ser implantada a sinalização com restrições de estacionamento em um dos lados, pelo menos.

Por daiane