Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Atrativos do roteiro Entre Vales e Arroios são apresentados em Famtour

, 2 de novembro de 2019 às 8h06

Na quinta-feira, 24, um grupo de visitantes esteve em Arroio do Meio para um Famtour, uma agenda de visitas, junto aos empreendimentos que integram o Roteiro Turístico Entre Vales e Arroios. Participaram 22 convidados e integrantes do roteiro e da Administração, dando suporte aos visitantes.

Representantes de Candelária, Portão, Taquari, Porto Alegre e de Arroio do Meio cumpriram a agenda que iniciou com um café da manhã no Hotel Moinho da Luz. O hotel possui 43 apartamentos, tem atendimento familiar, serve café da manhã colonial e está localizado no Centro da cidade. Além do café, os participantes do Famtour, foram recebidos com a música “Céu, Sol, Sul, Terra e Cor”, cantada por Maria Luiza Jantsch Lazzari, enaltecendo o potencial turístico do RS.

Do hotel iniciou o passeio com o Talude, um caminhão do exército adaptado e de propriedade de Márcio Rohr, que conduziu os visitantes pelo roteiro, permitindo que, do alto, a panorâmica fosse ainda melhor. A primeira parada foi no Centro, para conhecer o projeto Arrebanhando Residência Artística Urbana – RAU – de Cláudia Jung. Na RAU são realizadas diferentes oficinas semanais, como cerâmica, desenho, fotografia, música, teatro e reciclagem, além de encontros culturais e exposições, que visam promover o convívio orgânico, buscando estimular vivências pessoais e coletivas.

De lá, o grupo seguiu neste espírito de conexão com a natureza, indo ao Espaço Natural Aloha, de Glaci e Clécio Träsel, localizado no Morro Sete Barulhos, ainda em fase de construção. O empreendimento, fundamenta-se no contato com a natureza, sendo uma boa opção para reestabelecer o equilíbrio. Ali, os visitantes foram convidados a percorrer o Caminho dos Chás, e souberam um pouco mais sobre o mundo das plantas, conhecendo seu poder medicinal e energético.

Na estrada geral de Arroio Grande, na Cabanha Duas Meninas, os visitantes tiveram a oportunidade de conhecer o dia a dia da vida campeira. Com muita descontração, Joner Kern, proprietário da Cabanha, interagiu com os visitantes e fez um breve histórico da raça Crioula, bem como da criação e reprodução de Cavalos Crioulos com excelência em morfologia e padrão racial.

Em seguida, o grupo seguiu para o Centro de Lazer Arroio Grande, um parque ao ar livre que conta, entre outros, com piscina com rampa, toboágua, kamikaze, tanques para pesca, áreas para acampamento, churrasqueiras, bar e restaurante. Há poucos dias foi inaugurada a ampliação e as inovações, que tornam o ambiente ainda mais acolhedor. No espaço foi servido o almoço aos visitantes, oportunidade na qual os proprietários, Neusa e Alcindo Körbes, enfatizaram que o Centro de Lazer “é o local ideal de diversão para toda a família”.

Na sequência, os visitantes foram conduzidos à Agroecologia Ferrari, em Forqueta, onde eram aguardados com sucos e guloseimas elaborados a partir da colheita de alimentos cultivados numa horta certificada, referência em agricultura orgânica e educação ambiental. Conforme os proprietários Márcia e José Carlos Ferrari, é intensa a visitação de grupos de escolas, universidades e de acadêmicos de outros estados. Também famílias, em que os pais fazem questão de mostrar aos filhos a colheita das hortaliças direto na horta, no sistema colhe e pague.

A parada seguinte foi na ArteCrem Sorvetes Naturais, localizada na ERS-130, Km 76. As irmãs Luciane Jantsch Scheid e Maria Luíza Jantsch Lazzari resgataram a história de 40 anos da produção de sorvetes e picolés artesanais. Agora apresentando produtos exclusivos à base de frutas nativas e probióticos, tornando-se uma opção saudável e saborosa para incrementar a alimentação. O espaço, que inaugurou a ampliação no domingo, oferece também área de lazer para as crianças, jardim acolhedor e o pomar nativo que oferece a oportunidade de reconexão com a natureza, bem como um ponto de meditação.

Na sequência, uma visita à Requinte Chocolatteria, empresa familiar que existe no mercado de chocolates artesanais desde 2010. Os proprietários Bernadete e Elemar Both falaram sobre a história da empresa que produz trufas, alfajores, pães de mel, barrinhas, doces de festa, ovos de páscoa, entre outros. Os visitantes puderam degustar os sabores dos chocolates artesanais, elaborados com receitas próprias e diferenciadas.

O encerramento do famtour foi na Praça Flores da Cunha e na Casa do Museu, no Centro, onde a responsável, Carla Schroeder, aguardava o grupo e explanou sobre os atrativos.

Para o coordenador da secretaria de Indústria, Comércio e Turismo, Carlos Henrique Meneghini, o Famtour foi muito positivo, com a participação de guias de turismo – duas de Arroio do Meio -, de jornalistas, inclusive especializados em turismo e de agências. Para Meneghini, o objetivo, que era mostrar os atrativos de Arroio do Meio, foi alcançado com êxito.

Por Alan Dick