Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Imóvel que abrigou a Incomex vai a leilão na segunda-feira

, 23 de novembro de 2018 às 9h31

Na próxima segunda-feira, 26, uma situação que se arrasta por anos poderá ser finalmente resolvida. Novamente será levado a leilão o imóvel remanescente do complexo onde funcionou a fábrica de calçados Incomex, falida em 1994. São 114.590,49 m² de terreno e um prédio industrial em alvenaria com 6.174,95 m², localizados na rua Henrique Thomé, no bairro Bela Vista, Arroio do Meio. O leilão se realiza no Ritter Hotéis, no Largo Vespasiano Julio Veppo, 55, no Centro de Porto Alegre, às 10h. Os lances também podem ser feitos on-line, no site do leiloeiro – www.cargneluttileiloes.com.br. O lance mínimo é de R$ 1.152.000,00.

O imóvel pertence ao Banco do Brasil, que depois da falência da Incomex tomou o bem em função de dívida não paga. Ainda na década de 1990 a área foi arrematada por um empresário arroio-meense, que posteriormente a vendeu para três empresas – duas fábricas de calçados e a Ellfen Tanques Rodoviários Ltda. A Ellfen fez a aquisição por meio de financiamento bancário e não conseguiu pagar, já que faliu em 2007.

O gerente da agência do Banco do Brasil de Arroio do Meio, Fábio Rocha Nerbas, destaca que atualmente o imóvel pertence 100% ao banco e não há qualquer entrave burocrático que possa dificultar a aquisição. Ele acredita que desta vez o bem seja arrematado, tendo em vista a área total e sua localização privilegiada.

Está é sexta tentativa de venda da propriedade. Nos pregões anteriores, o lance mínimo era maior. No leilão realizado em outubro de 2013, o valor partia de R$ 2.046.000,00. Em abril de 2015, o complexo chegou a ser arrematado pelo valor inicial de R$ 1.680.000,00, mas o leilão foi anulado após uma petição por parte dos administradores judiciais da massa falida da Ellfen Tanques Rodoviários Ltda., que pediam ao banco uma indenização pelas melhorias feitas nas benfeitorias do imóvel.

Mais detalhes sobre o edital e fotos do imóvel podem ser conferidos na página do leiloeiro www.cargneluttileiloes.com.br.

O pagamento do bem, caso arrematado, pode ser feito com 5% de entrada e o restante em 30 dias . Além do valor do arremate, o comprador deve arcar com os 5% referentes à comissão do leiloeiro.

Por daiane

Área construída totaliza mais de seis mil metros quadrados. O Banco do Brasil, proprietário do imóvel, tem feito a manutenção do espaço, com limpezas periódicas