Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Mais de quatro mil beneficiários perderam o prazo para fazer a Prova de Vida

, 6 de abril de 2018 às 9h10

Aposentados, pensionistas e demais beneficiários do INSS que não fizeram a Prova de Vida há mais de um ano terão os benefícios suspensos. O prazo final para realizar o procedimento se encerrou dia 28 de fevereiro. Inicialmente, o prazo para a comprovação de vida terminaria em 31 de dezembro de 2017, mas o governo prorrogou a data devido ao alto número de beneficiários que deixaram de fazê-la.

Até 28 de fevereiro, 202 arroio-meenses não haviam se dirigido até sua agência bancária para provar que estão vivos e poderão ter seus benefícios suspensos. Já em Capitão, 27 pessoas não realizaram o procedimento. Em Marques de Souza 25 pessoas estão pendentes com o INSS. E em Travesseiro e Pouso Novo o número de pessoas que devem comparecer em suas agências pagadoras para regularizar a situação é de quatro e 38, respectivamente. Já em Lajeado 1.267 perderam o prazo para a Prova de Vida. No Rio Grande do Sul, são 150.475 pessoas que podem ter seus benefícios suspensos.

 Atento ao prazo

Organizado, o arroio-meense Odécio José Petter não deixa passar a data estipulada por sua agência para realizar a Prova de Vida e guarda em sua agenda o comprovante do último procedimento realizado em 13 de dezembro. Lembra que houve uma ampla divulgação nos meios de comunicação sobre o prazo. “O benefício já não é vultoso e, por isso não posso perdê-lo”.

Veja a matéria completa na edição impressa.

Por daiane

Organizado, Petter anexou em sua agenda o comprovante de Prova de Vida realizado em sua agência em 13 de dezembro