Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Agricultura

Amevat discute padronização da colheita

, 18 de março de 2017 às 9h30

Cerca de 30 membros da Associação dos Meliponicultores do Vale do Alto do Taquari (Amevat), estiveram reunidos sábado, dia 11, em Santa Cruz do Sul, na propriedade de José Carlos Haas.

Entre os assuntos discutidos esteve a padronização do manejo e higienização durante colheita do mel das abelhas sem ferrão. Produtores defendem uso luvas, máscara e touca, técnicas adequadas (não mistura de pólen e cera ao mel), materiais e armazenamento específicos, visando atender o máximo de qualidade de mel possível.

Outro tema do encontro foi a mortandade da espécie Mandaçaia, durante o mês de março. A associação busca apoio com um laboratório para identificar as causas. O grupo suspeita da intoxicação com uma planta que tem floração na época.

Para amenizar a perda de enxames, foi sugerida a colocação de um xarope de fabricação caseira nas proximidades das caixas. A receita da solução é ferver um litro de água. Após fervido, acrescer 1 kg de açúcar cristal. E depois adicionar 100 g de mel de abelha com ferrão.

A próxima reunião da entidade está programada para metade de maio. A Amevat está organizando o 2º Seminário de Meliponicultura, que deve ser realizado novamente em Arroio do Meio.

 

Por daiane

Dentre os diversos assuntos discutidos na reunião, associados foram orientados a prepararem um xarope a fim de evitar a mortandade de enxames