Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Política

Em encontro, PMDB Mulher busca fortalecer lideranças regionais

, 17 de julho de 2015 às 9h34

O PMDB Mulher de Arroio do Meio sediou no último sábado, no bairro Medianeira, o evento regional intitulado “Fortalecendo Lideranças”. Com a presença de representantes de mais de 10 municípios, o encontro buscou incentivar a participação feminina na política. A delegada de polícia e coordenadora regional do PMDB Mulher, Márcia Scherer, comandou o encontro, que contou com a presença da representante estadual da ala feminina, Rosângela Garcia Dorneles e representantes dos deputados estaduais Edson Brum e Alexandre Postal.

A programação iniciou com café partilhado e em seguida a acolhida feita pelo prefeito anfitrião, Sidnei Eckert (PMDB) que salientou a importância e a presença de mulheres no seu mandato, nas secretarias de Saúde, Fazenda e Educação. Disse também que a participação feminina foi o diferencial na sua campanha para a reeleição, em 2012.

A primeira palestra da manhã ficou por conta da professora e atual coordenadora adjunta da Coordenadoria Regional de Educação, Greicy Weschenfelder. Intitulada de “Lideranças? Política? Mulher? – Conversas informais” a palestra apresentou argumentos pelos quais as mulheres devem ser mais participativas politicamente. Greicy discorreu sobre as notícias que são propagadas sobre a política, na sua maioria ruins, focadas em casos de corrupção e salientou que os cidadãos que não estão na política também cometem deslizes éticos e morais, como furar a fila, vender o voto, entre outros.

Disse que a política precisa de mudanças assim como a sociedade como um todo, e que ficar parado, reclamando, não vai ajudar e que cada um deve fazer a sua parte. “A sociedade é organizada desta forma, com eleição e partidos e isso não vai mudar. O que é preciso fazer é mudar o jeito de pensar a política e os partidos. E quem concorre tem a chance de fazer esta transformação”, afirmou.

Neste sentido, segundo Greicy, a mulher tem uma espécie de vantagem, já que possui um jeito diferente de fazer política, não baseada no dinheiro. “O que faz a política são as ideias”, frisou, exaltando que a mulher tem um jeito peculiar e é este que vai e deve aparecer na política.

Para a palestrante, ser líder hoje é saber que pode fazer a diferença, o bem comum. “Vamos mostrar a boa política. O partido é sempre o suporte. Não há candidato sem partido. O que se está vivendo é uma crise de valores e a gente vai fazer a diferença”, motivou.

Márcia Scherer discorreu sobre o empoderamento feminino. Num primeiro momento contou sua trajetória, como se tornou uma das primeiras vereadoras de Arroio do Meio, advogada e delegada. Disse que a Organização das Nações Unidas, a ONU, afirma que em países nos quais a participação das mulheres é mais efetiva, há melhor igualdade social e desenvolvimento. E, por isso, é preciso empoderar, dar poder às mulheres.

A coordenadora apresentou dados de 2008, quando as mulheres representavam 51% da população brasileira, 47,2% dos trabalhadores, tinham uma média de 6,22 anos de estudo, enquanto os homens tinham 5,88 anos. As mulheres eram 57% dos estudantes universitários, mas as que tinham Ensino Superior ganhavam, em média, 60% do valor que os homens com a mesma escolaridade. Diante desta realidade instigou as mulheres a pensarem sobre o que gerou a desigualdade, no intuito de provocar mudanças.

Uma das razões, segundo Márcia, é de que a maioria das mulheres prefere conviver em harmonia a tentar dominar egoisticamente e adotar atitudes de enfrentamento. Para ela, as mulheres já tiveram grandes avanços na sociedade como um todo, mas ainda há uma longa jornada pela frente, que passa pela construção de uma nova forma de liderar e propor mudanças.

O encontro, que foi o primeiro de uma série que deve acontecer pela região, encerrou com articulação municipal e almoço por livre adesão.

Por daiane

Mais de 100 pessoas prestigiaram o evento, organizado pelo PMDB Mulher do Vale do Taquari, coordenado pela delegada de polícia Márcia Scherer