Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Polícia

Morte de jovem em acidente de trânsito causa revolta em Tamanduá

, 15 de outubro de 2012 às 8h53

Marques de Souza – Um trágico acidente por volta das 19h20min de domingo matou Ronaldo César de Almeida, de 19 anos. Conhecido como “Ronaldinho”, o jovem morreu após colisão frontal de sua moto CBX 250 Twister com uma camionete F-1000. Ele trafegava pela Av. Expedicionários do Brasil, na entrada da comunidade de Tamanduá, próximo à BR 386. Familiares e amigos reclamam de demora no atendimento e cobram justiça.

De acordo com registro da Delegacia de Polícia de Lajeado, o motorista da F-1000, Jackson Roberto Stacke, de 25 anos, morador de Linha Bastos, foi autuado por embriaguez por meio de provas testemunhais. Ele não realizou o teste do bafômetro. Uma lata de cerveja, que estava dentro da carroceria da camionete, foi apreendida pela policia.

No registro, consta que a ambulância do município foi até o local, mas por falta de equipamento médico e pela gravidade das lesões não houve a remoção da vitima. Conforme testemunhas, a ambulância da Univias – concessionária responsável pela BR 386 – também foi chamada, mas demorou a chegar.

Segundo a coordenadora de comunicação da empresa, Gabriela Mendonça, como o acidente não ocorreu sobre a rodovia, outro fato ocorrido no mesmo momento foi priorizado pela equipe. Ela diz que o chamado ocorreu às 20h19min, e que a ambulância chegou ao local às 20h50min.

Segundo depoimento de amigos e familiares, Ronaldinho estava consciente após o acidente, e chegou a conversar com algumas pessoas. Brigada Militar (BM) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram chamados. Mas de acordo com testemunhas, o socorro demorou para chegar ao local.

Samu e BM se defendem

O soldado da Brigada Militar (BM) de Marques de Souza, Jonatan Freitas, prestou os primeiros atendimento ao jovem. “O acidente ocorreu às 19h55min e chegamos no local cinco minutos depois para atender ele. Avisamos o Samu, que veio em cerca de 25 minutos. Mas o jovem já estava morto.”

Conforme o Samu, o chamado ocorreu às 20h10min e a ambulância chegou ao local às 20h31min. A equipe estaria em outro atendimento, mas o tempo de 21 minutos é considerado normal pela assessoria do serviço. O jovem estava morto quando os médicos chegaram ao ponto do acidente. A provável causa foi hemorragia interna.

Amigos se despedem do jovem

O velório aconteceu no salão da comunidade de São Roque, em Marques de Souza, e o sepultamento foi no cemitério católico local. Muitos amigos e colegas de Ronaldinho estavam presentes. Felipe Henicka, 19 anos, morador de Tamanduá, conhecia o jovem morto há mais de 15 anos. “Foi meu primeiro amigo”. Ambos eram vizinhos e se falavam todos os dias. Ele relembra que os dois eram colegas na escola e jogavam juntos na escolinha de futebol. “Nas festas, Ronaldo sempre tinha um sorriso no rosto.” Henicka foi até o local do acidente no domingo. “Quando cheguei no local do acidente ele estava morto, tudo que passamos juntos passou pela minha cabeça.”

Lucas Vivian Zeni, de 20 anos, também morador de Tamanduá, conhecia a vítima desde os oito anos de idade. “Ronaldo sempre foi um cara legal, quando precisávamos de algo era só chamar. Ele vai deixar muita saudade e ao mesmo tempo boas lembranças”. Atualmente, o jovem morava com amigos em Lajeado e trabalhava em um comércio de materiais esportivos e de pesca.

Na sua página do site de relações Facebook, muitas mensagens de amigos consternados com a morte brutal. Entre as mensagens, uma declaração da atual namorada. “..meu amor, meu lindo, meu príncipe, meu anjo! Não existem palavras que possam expressar o que eu estou sentindo nesse momento. Às vezes é difícil entender os planos de Deus, mas com certeza Ele tem um motivo para que tudo que nos acontece e com o tempo a gente vai entender….Obrigado meu amor, sei que tu serás um anjinho a cuidar de todos que te amam..”

Protesto na sexta-feira

Amigos e familiares convocam a comunidade para participar de um protesto em defesa da vida. O evento ocorre nesta sexta-feira, dia 12, a partir das 15h no mesmo local do acidente que matou o jovem. A organização do protesto solicita que todos os participantes utilizem camisetas brancas em homenagem a Ronaldo.

Por daiane