Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio,

O Alto Taquari - Cotidiano

Jornal da Semana
Saúde

Medicamentos: somente sob prescrição e na medida certa

Segundo o Centro de Informações Toxicológicas do Estado (CIT), só em 2010 foram mais de 19 mil casos de intoxicação registrados no RS, cerca de 6 mil causados por medicamentos

, 12 de setembro de 2011 às 10h27

Você sabia que o Rio Grande do Sul é o estado que mais registra casos de intoxicação, sendo o uso inadequado ou acidental de medicamentos a principal causa? Segundo o Centro de Informações Toxicológicas do Estado (CIT), só em 2010 foram mais de 19 mil casos de intoxicação registrados no RS, cerca de 6 mil causados por medicamentos.

A farmacêutica Karine Tieze adverte que, quando não são utilizados, corretamente os medicamentos se tornam tóxicos. Por isso, o correto é somente fazer uso de medicamentos prescritos por médicos e jamais utilizá-los por recomendação de parentes, amigos ou vizinhos. Conforme Karine, geralmente a intoxicação acontece porque muitas vezes as pessoas que estão fazendo o uso do medicamento indicado acreditam que a dose é muito pequena, e acabam tomando mais do que os médicos prescrevem, ou ainda tomam medicamentos vencidos. Em muitos casos, também existe desatenção na hora de ingerir o medicamento, completa Karine.

Intoxicação em crianças

A constatação de que 30% das intoxicações com medicamentos registradas no RS em 2010 envolveram crianças menores de cinco anos mostra que quando o assunto é medicamentos e crianças as atenções devem ser redobradas. Além de campanhas educativas e de prevenção feitas pelos centros de intoxicações, quando falamos de crianças menores de cinco anos, Karine enfatiza que é preciso, sim, ter um maior cuidado, pois elas não têm a noção do perigo.

 Para evitar intoxicação com medicamentos

  • Procure sempre comprar seus medicamentos em locais idôneos, jamais em vendas e camelôs
  • Verifique sempre o prazo de validade, características da embalagem e não adquira medicamentos com data vencida
  • Mantenha os medicamentos em embalagem original
  • Nunca tome mais do que o prescrito pelo médico
  • Sempre leia os rótulos e bulas de qualquer medicamento, ou procure um farmacêutico para esclarecer suas dúvidas
  • Verifique as características da embalagem e o aspecto do produto e não compre medicamentos com embalagens ou frascos amassados, tampas violadas, com vazamentos ou alteração de cor
  • Não tome medicamentos no escuro para não ocorrer trocas perigosas e, se usar óculos, esteja com eles na hora de medicar-se
  • Não utilize medicamentos sem prescrição médica
  • Confira sempre a dose do medicamento e use o frasco medidor da embalagem se necessário.

 

Por Jaqueline Manica