Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 02 de Julho de 2020

O Alto Taquari - Esportes

Jornal da Semana
Futebol

Brasil lembra os 50 anos do Tri no México

, 19 de junho de 2020 às 9h59

Jairzinho foi um dos heróis da Copa de 1970. Quando ganhou o apelido de Furacão

“Todos juntos vamos, prá frente Brasil, Brasil, salve a seleção; 70 milhões em ação!” Esta é parte da letra da música que embalava os brasileiros em 1970, quando a Seleção sagrou-se Tricampeã Mundial de Futebol da FIFA, no mundial disputado no México, entre os meses de maio e junho. Neste período, time do Brasil, treinado por Zagalo, encantou o mundo com a magia do futebol. A coroação com o título mundial veio no dia 21 de junho, quando, no estádio Azteca, na cidade do México, o Brasil derrotou a fortíssima seleção da Itália por 4 x 1, que também buscava o tri. Os títulos anteriores do Brasil tinham sido conquistados na Suécia (1958) e no Chile (1962).

A data da grande conquista será lembrada neste domingo, dia 21. São 50 anos de um grande feito, uma grande conquista. Até hoje o Brasil leva o reconhecimento de ter tido a maior, mais completa e melhor seleção, que jogou um futebol de grupo, com garra e técnica em campo. Tinha várias individualidades que se destacaram na equipe, principalmente o Rei Pelé, grande maestro desta seleção ao lado de Clodoaldo, Gerson, Rivelino, Tostão e Jairzinho (considerado furacão da Copa). O time se completava no setor defensivo a partir do goleiro Félix, lateral e capitão, Carlos Alberto, zagueiros Brito e Piazza e, na lateral esquerda, o gaúcho Everaldo.

A seleção do Brasil, também conhecida como Canarinha, foi campeã invicta com seis jogos e seis vitórias. Seu ataque marcou 19 gols e a defesa sofreu sete. Na fase de grupos, o Brasil começou ganhando da Tchecoslováquia por 4 x 1; Romênia por 3 x 2 e a Inglaterra (campeã de 1966) por 1 x 0, gol marcado por Jairzinho. Na fase de quartas de final o Brasil enfrentou o Peru, aplicando 4 x 2. Na fase semifinal mais um clássico Sul Americano com vitória de 3 x 1 no Uruguai. A final, onde a adversária era a Seleção da Itália foi inesquecível. Depois de largar na frente no placar com gol de Pelé e terminar o primeiro tempo empatado em 1 x 1, no segundo tempo, o Brasil superou todas as dificuldades e fez mais três gols com Gerson, Jairzinho e Carlos Alberto, terminando a partida com vitória de 4 x 1.

Taça Jules Rimet

Em 1970, pela primeira vez na história, a Copa do Mundo da Fifa foi transmitida em cores para o mundo todo. Dezenas de milhões assistiram encantados à excepcional participação do Brasil, que abrilhantou o espetáculo com futebol ofensivo, vencendo merecidamente a competição pela terceira vez. A vitória de 4 x 1 sobre a Itália na final deu ao país o direito de ficar com a Taça Jules Rimet. Para Pelé, foi a despedida perfeita das competições internacionais.

O rei tinha ameaçado não voltar após a experiência frustrante na Inglaterra, onde fora literalmente chutado para fora do torneio. Mas ele retornou e encontrou seu lugar em uma seleção com muito talento, formando um ataque irresistível com Jairzinho, Gerson, Tostão e Rivelino.

Na decisão contra a Itália, foi justamente Pelé, que buscava o terceiro título mundial para o Brasil, que abriu o placar com uma cabeçada precisa. Roberto Boninsegna chegou a empatar, mas o resultado não poderia ser outro. Gerson, Jairzinho e Carlos Albeto, fizeram três gols no segundo tempo, confirmando o tricampeonato mundial.

Por Alan Dick