Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 02 de Junho de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Coronavírus

Voluntários confeccionam máscaras de pano

, 3 de abril de 2020 às 11h45

O acupunturista Chodi Luiz Maruyama, sempre que pode, tem feito algumas ações de solidariedade voluntária. Com a situação de pandemia em virtude do novo coronavírus, ele não poderia ficar de braços cruzados e explica: “A transmissão do novo coronavírus ocorre pelo contato com o vírus, que é transportado por gotículas expelidas pela fala, tosse ou espirro de pessoas doentes. A infecção se dá quando estas gotículas entram em contato com a mucosa dos olhos, nariz e boca. Portanto é fundamental usar máscaras. Devido à falta do produto no mercado, resolvemos confeccionar algumas máscaras de tecido para doar às entidades e pessoas que estão na linha de frente que precisam se proteger e também evitar a transmissão do vírus. Sabemos que é difícil conter totalmente mesmo com máscaras, mas elas ajudam muito”.

Após contatar com algumas pessoas, Chodi viu que a ideia podia ser colocada em prática. Primeiramente conseguiram tecidos de algodão e elásticos, depois convidaram algumas pessoas que tivessem tempo e comprometimento com a ação. Feito isso, mãos à obra!

Existe a possibilidade de confeccionar, aproximadamente, duas mil máscaras. Essa corrente começou em outros rincões e também com pessoas que, de alguma forma, querem fazer o bem. Faz parte da elaboração do processo, Mara Cristina Scheibler, que tomou frente na distribuição dos recursos de material doados para a confecção. E as costureiras Nelzira, Gládis, Márcia e Marli. Todo o material pronto é passado com ferro e embalado em saquinhos plásticos, individualmente. A distribuição das máscaras, até o momento, foi para Polícia Rodoviária Estadual de Encantado e Cruzeiro do Sul; mercados, Correio, Lar de Idosos, Oficinas Mecânicas, Banco Sicred e Banrisul. Na manhã da quarta-feira, os funcionários do AT receberam o material de proteção, que será usado, inclusive, durante a distribuição dos jornais.

“O objetivo é atender as pessoas mais expostas e entidades vulneráveis. Estamos felizes porque nossos esforços estão indo ao encontro das necessidades do momento. Esperamos que toda a comunidade esteja atenta às recomendações de manter distância razoável e evitar aglomerações e lavar as mãos sempre. Por um bom tempo nosso caloroso abraço, cumprimentos de mãos, tapinha nas costas e beijinhos vão ter que esperar”.

Conforme Chodi, a principal função da máscara é fazer com que a pessoa não leve as mãos à boca ou ao nariz. Para aqueles que têm contato com público, o ideal é lavá-las uma vez ao dia. Após secas, podem ser passadas com ferro pois o vírus não suporta altas temperaturas. Para manuseá-las deve-se usar apenas as tiras laterais, evitando tocar no pano. É prudente usar as máscaras no dia a dia, inclusive em casa.

A eficiência das máscaras

Conforme a infectologista Raquel Stucchi, professora da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, o uso de máscaras faciais é importante por aqueles que não apresentem sintomas, ao se deslocar para locais como farmácias ou supermercados. Estas máscaras podem ser as tradicionais ou feitas em tecido, este sendo um pano de trama bem fechada.

Ela explica que no caso das máscaras descartáveis, sua durabilidade é de quatro horas, sendo depois necessária troca por uma nova. A usada deve ir para o lixo. As máscaras de tecido devem ser lavadas de uma a duas vezes por dia, podendo então ser reutilizadas.

Por daiane