Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 07 de Abril de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Evento

Uma trajetória para comemorar em comunidade

, 6 de março de 2020 às 11h15

Uma cerimônia, que reuniu diversas autoridades e representantes de entidades comunitárias, marcou o início da programação alusiva aos 70 anos do Hospital São José (HSJ), de Arroio do Meio, comemorados no dia 19 de março. O evento foi realizado na quarta-feira de manhã, na casa de saúde.

O espírito e a participação comunitária foram ressaltados tanto nos discursos, como no relato da evolução hospitalar ao longo dos anos. Desde sua criação, o hospital conta com o apoio e a parceria da comunidade arroio-meense, que muito tem contribuído para que, hoje, o HSJ seja referência regional. A participação do poder público também foi lembrada, visto que a parceria financeira dos municípios é fundamental para garantir a saúde financeira e o bom atendimento.

Representando a mantenedora, a Sociedade Sulina Divina Previdência, a irmã Clair Agnes, observou que as irmãs estão diminuindo, mas elas contam com leigos e pessoas da comunidade para levar em frente a missão do cuidado amoroso com a vida. Disse estar com o coração agradecido pelos 70 anos, pelo crescimento que o hospital teve no período, e sentir-se grata pela participação de cada pessoa neste processo, bem como da comunidade. “O hospital, sozinho, não consegue levar em frente a qualidade em saúde”, afirmou.

O diretor-geral de operações em saúde da Rede Divina Providência, José Clóvis Soares observou que o trabalho no HSJ é feito com amor, sem distinção, buscando sempre acolher e atender de forma humanizada. Falou acerca dos benefícios da Rede, que além do HSJ abrange os hospitais Divina Providência e Independência, em Porto Alegre, o Hospital Santa Isabel, de Progresso e o Hospital Estrela. Para Clóvis, a manutenção dos serviços e atendimentos seria muito mais difícil se cada hospital trabalhasse de forma isolada.

Soares relatou que o atendimento em saúde ficou mais complexo com o passar do tempo e que o HSJ foi acompanhando as mudanças, o que foi determinante para estar no patamar atual, de hospital regional. Tudo isso sem perder sua maior característica, o atendimento humanizado e focado em valores, herança das irmãs da Divina Providência. “O carisma das irmãs está presente, mesmo elas não estando”.

Ao longo dos 70 anos a casa de saúde passou por diversas crises, disse José Clóvis e, assim como no momento atual, a comunidade e as parcerias foram determinantes para a continuidade das atividades. “Os recursos são limitados e as necessidades são muitas”. O objetivo, apesar dos desafios, é manter o hospital, a atividade, focados na necessidade local e regional, com qualidade, amor, humanização e em parceria com a comunidade.

Soares relatou uma série de avanços e inovações que ocorreram nos últimos 20 anos, frutos de um trabalho conjunto e de uma remodelação interna. Ao encerrar a apresentação dos dados do hospital, agradeceu às irmãs, aos funcionários, à comunidade e ao poder público, destacando que a comemoração é de todos.

O prefeito Klaus Werner Schnack se disse feliz com a evolução apresentada por José Clóvis e ressaltou que o trabalho comunitário é uma característica muito presente em Arroio do Meio. Ao comentar os dados apresentados reforçou que, desde o início, a Administração entendia que era preciso trabalhar para fomentar o hospital e não disputar recursos com ele, qualificando assim o atendimento, beneficiando não só a comunidade de Arroio do Meio, mas de toda a região. Parabenizou as irmãs pelo trabalho que vem desenvolvendo, bem como a todos que colaboram para que o resultado final seja a satisfação de quem usa o serviço.

Após a explanação dos dados hospitalares e as falas, a gerente administrativa, Fabiane Hammes Gasparotto apresentou a programação de aniversário, que conta com ações até novembro. As mais próximas são a missa dos 70 anos, no dia 14, às 18h30min, programações especiais nos dias 19 e 20 e o Galeto Solidário, no dia 21.

O HSJ em números
• 89 leitos (79 SUS)
• 196 funcionários
• 43 médicos
• 4.178 m² de área física ocupada
• É referência regional em: atendimento materno-infantil, com 380 partos ao ano; ortopedia e traumatologia e cirurgia vascular, com 240 consultas e 40 cirurgias por mês em cada especialidade; otorrinolaringologia, com 150 consultas e 20 cirurgias por mês
• Internações: evolução de 2.322 em 2010, para 4.385 em 2019
• Serviços ambulatoriais: evolução de 6.468 em 2010, para 60.810 em 2019
• Cirurgias: evolução de 192 em 2000, para 2.494 em 2019
• Municípios atendidos: foram 94 em 2010 e 180 em 2019
• Índice de satisfação dos clientes: sempre superior a 90%. Em 2019 foi de 90,31%
• Consultas realizadas em 2019: 34.916

José Clóvis Soares apresentou a evolução do HSJ ao longo dos anos

Por Alan Dick