Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 24 de Fevereiro de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Natal

Cuidado para não perder o controle financeiro

, 21 de dezembro de 2019 às 11h23

O fim do ano chegou e, com ele, as festas da empresa, confraternizações com amigos, ceia, presentes de Natal, réveillon e férias. Parece que os motivos para as despesas não vão terminar nunca. E, logo em seguida, chega janeiro e, com ele, as contas tradicionais de IPTU, IPVA, matrículas e material escolar. Para quem não controla muito bem o orçamento, todas estas situações são perfeitas para o caos financeiro se instalar. Para o educador financeiro Raphael Bremenkamp, os presentes de Natal são grandes inimigos da organização financeira no fim do ano. “Esse é o momento em que todo mundo resolve gastar e o comércio aproveita. Para não gastar mais do que deveria, o melhor é sempre pensar na lista de presentes com antecedência e avaliar se ela cabe no orçamento”, sugere.

Bremenkamp ressalta ainda que fim de ano é tempo de mudança, de reflexão, de pensar no que foi feito de errado e que pode ser mudado no próximo ano. “Esse é o melhor momento para parar um tempo e avaliar a situação financeira atual e projetar o futuro”, diz.

“Fazer compras de forma planejada e consciente é um dos principais segredos da educação financeira e da arte de poupar. Assim, será mais difícil se deixar levar por impulsos consumistas ou por apelos publicitários. Havendo dificuldades com isso, é válido procurar cursos, palestras e livros sobre educação financeira, que ajudam a mudar o comportamento com relação ao uso do dinheiro”, destaca o presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), Reinaldo Domingos.

Uma boa olhada no orçamento, aproveitando o 13º salário e as férias, que muitos recebem neste período, sem esquecer das contas de janeiro, é indispensável para planejar os gastos de fim de ano. Domingos salienta que a elaboração de uma lista e alguns cuidados para sair às compras – veja abaixo – ajudam. Há ainda outras alternativas para que o período de festas seja enfrentado sem causar um rombo no orçamento. Um amigo oculto para a troca de presentes e uma ceia onde cada um leva um prato ajuda a reduzir as despesas.

Oito dicas para economizar nas compras

1. Faça uma lista detalhada de tudo o que pretende comprar e de quem deseja presentear, considerando principalmente o quanto pretende gastar com cada item. Isso ajudará a evitar compras por impulso.
2. Não compre, se para isso precisar se endividar. Parcelamento também é uma forma de dívida. Se for inevitável, tenha certeza de que caberá no orçamento dos próximos meses e procure fazer um número pequeno de parcelas.
3. Aproveite a internet como um importante meio de pesquisa, mas cuidado, só acesse e compre em sites confiáveis, crimes digitais são cada vez mais comuns.
4. Observe se a compra não trará custos extras para a família ou para a pessoa no futuro. Por exemplo, para aproveitar um vídeo game é preciso comprar jogos e acessórios.
5. Pesquise entre várias lojas e sites para ter certeza de que conseguirá descontos realmente interessantes.
6. Se for às compras, use roupas confortáveis, se alimente bem e tenha paciência. Isso evitará que deseje comprar rapidamente apenas para acabar com o “martírio”, perdendo assim oportunidades de encontrar o menor preço.
7. Se estiver em situação financeira problemática, uma dica é priorizar as crianças. Será mais fácil explicar para os adultos e jovens o motivo de não receberem presentes.
8. Procure, por meio de conversas, saber quais são os reais desejos das pessoas. Muitas vezes se compra coisas caras, sendo que presentes baratos seriam muito mais bem-vindos.

Por Alan Dick