Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 05 de Abril de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Evento

CTG Capitão Ribeiro realiza rodeio com entrada franca

, 20 de dezembro de 2019 às 16h03

A gauchada do CTG Capitão Ribeiro, de Capitão, coordenada pelo patrão César Beneduzi, tem agendado para os dias 3, 4 e 5 de janeiro, a realização de seu 16º Rodeio Crioulo no Parque de Eventos. O rodeio, que não cobrará ingresso, distribuirá mais de R$ 15 mil em prêmios em dinheiro, além de troféus e medalhas. A disputa acontece nos padrões do MTG, com a necessidade dos participantes apresentarem a carteirinha de tradionalista. O Parque de Eventos oferece um amplo espaço para acampamento com luz, água e banheiros.

Como em outros anos, o evento deverá reunir laçadores de entidades tradicionalistas de várias regiões do Estado. As provas de Tiro de Laço iniciam na tarde de sexta-feira, dia 3, às 13h30min, com o laço Individual, seguido do laço Patrão, Capataz, Senhor, Veterano, Vaqueano e Irmão. Na mesma tarde também iniciam as provas da Taça Cidade de Capitão. No sábado, dia 4, as provas começam às 8h com o laço Equipe e o laço Dupla e às 9h, o laço Família com provas nas categorias Piá, Guri, Prendinha (até 12 anos), Prenda, Pai e Filho (até 12 anos incompleto) e Pai e Filho (acima de 12 anos). Na parte da tarde acontece o laço Equipe e de Duplas. A abertura oficial do rodeio está marcada para às 19h30min, de sábado, seguida da Hora da Ave Maria e da 2ª Batida da Taça Cidade. Às 22h30min, acontece fandango com o grupo Tranco Monarca. No domingo, dia 5, as provas começam com os retardatários e provas da final da Taça Cidade e Duplas. Na parte da tarde, a prova de laço Índio e final do laço Equipe. Às 15h, a prova da Vaca Parada Piazinho, Piazito e Prendinha. No final da tarde de domingo, música gauchesca.

Pai e Filho – No último final de semana o CTG Capitão Ribeiro esteve participando do Rodeio Crioulo em Anta Gorda, retornando de lá com troféu de campeão da prova de laço da categoria Pai e Filho com os laçadores César e Guto Beneduzi.

Por Alan Dick