Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 23 de Fevereiro de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Dália Alimentos

A realização do sonho dourado

, 13 de dezembro de 2019 às 9h37

O frigorífico avícola, que tem início das operações previsto para o fim de janeiro de 2020, marca a nova fase de operações da Cooperativa Dália Alimentos. A unidade recebeu investimentos de R$ 72 milhões. A atividade já rendeu o faturamento de R$ 1,7 milhão em 2019 por meio uma intercooperação com a Languiru, que trouxe alguns cortes da Linha Golden Chicken ao mercado. A projeção de faturamento em 2020 é de R$ 98,5 milhões. O nome é uma referência ao sonho dourado que representa a dedicação de milhares de famílias. No complexo também estarão instaladas duas fábricas de farinhas de ossos, de vísceras de suínos e de aves, que somam ao investimento mais R$ 25,4 milhões.

Freitas e Piccinini destacaram o apoio político e o cumprimento das parcerias público-privadas, apesar da transição de governos. Em especial, pela área de 30 hectares de Palmas, que demandou de um esforço de negociações dos gestores e sensibilidade dos proprietários. Na época, Arroio do Meio concorria com Encantado e Roca Sales, para sediar a planta de leite em pó.

Desde 1995, a ajuda financeira recebida pela Dália, em áreas de terras, terraplanagem, horas máquina, poços artesianos, materiais de construção e rede elétrica foi de R$ 3,2 milhões, além do retorno de ICMS (40%) entre 2016 e 25 de novembro de 2019 que totaliza R$ 757 mil. O repasse de 40% do ICMS gerado pelo frigorífico iniciará em 2022 e seguirá até 2037 para ajudar a pagar os financiamentos. “É uma parceria ganha-ganha. Os produtores são beneficiados com oportunidades de participar dos projetos aumentando a rentabilidade. A prefeitura tem mais arrecadação, a cooperativa recebe parte das riquezas geradas e a comunidade ganha em qualidade de vida”.

A previsão de geração de valor adicionado em 2020 é R$ 101,1 milhões. O incremento no ICMS a partir de 2021 será de R$ 1,009 milhão. A previsão para 2022 é de R$ 1,699 milhão.

A previsão de geração de valor adicionado em 2020 é R$ 101,1 milhões.
E o incremento no ICMS, a partir de 2021, será de
R$ 1,009 milhão. A previsão para 2022 é de R$ 1,699 milhão.

Por Alan Dick