Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 07 de Julho de 2020

O Alto Taquari - Cotidiano

Jornal da Semana
Saúde

Precisamos falar sobre câncer de próstata sem tabus: há novidades?

, 16 de novembro de 2019 às 17h19

Sim. Houve melhoramentos nas formas de diagnosticar e trataressa doença que acontece
um em cada seis homens ao longo da vida, como explica o urologista Gustavo Fiedler

 

Por que o homem tem Próstata?

A próstata é uma glândula do tamanho de uma bolinha de ping pong. Tem função reprodutiva. É ela que produz o líquido seminal onde os espermatozóides permanecem vivos para o momento da fecundação, mantendo estes em condições saudáveis.

O que é a Campanha do Novembro AZUL?

É uma campanha de conscientização realizada por diversas entidades neste mês, dirigida à sociedade e, em especial, aos homens, para conscientização a respeito das doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata. O movimento iniciou na Austrália em 2003 e e ganhou repercussão mundial. Desde então, cada vez mais homens procuram um profissional da área para consulta urológica individualizada e exames de rotina. Focamos na prevenção de doenças e na promoção da saúde masculina como micção e sexualidade.

O exame de Toque Retal é obrigatório?

Dispomos atualmente de mais ferramentas diagnósticas além do toque retal, que faz parte da boa prática médica. A decisão de examinar a próstata é compartilhada mediante a idade do paciente, assiduidade com suas consultas e níveis dos exames específicos da próstata. Recomendo, conforme as diretrizes das escolas urológicas que todo o homem com mais de 50 anos, sem histórico de câncer, ou com mais de 45 anos, com pai ou irmão com histórico, ou de raça negra, sejam examinados. Atualmente dispomos de ressonância magnética com parâmetros que avaliam muito bem a estrutura da glândula, podendo diagnosticar a doença em áreas inalcançáveis ao exame manual do médico.

Quem é tratado para câncer de próstata fica incontinente ou com dificuldade de ereção?

O avanço da medicina permitiu melhoramentos na técnica cirúrgica e hoje dispomos de mais opções terapêuticas. O câncer de próstata apresenta variações de comportamento previsíveis. A escolha da melhor opção de tratamento é compartilhada conforme a experiência do urologista, tipo de câncer de próstata e idade do paciente. Pacientes com perda urinaria são uma parcela muito baixa dos pacientes tratados, porém com uma grande oferta de opções de tratamento para isso também. A ereção vai depender muito de seu estado pré-tratamento e do tipo de terapia que será realizada. Atualmente, em tumores em fases iniciais é possível preservar muito os nervos eretores do penis (responsáveis pelo enrijecimento), com grandes chances de recuperação. O tratamento de um paciente com câncer de próstata é multidisciplinar. Um fisioterapeuta do assoalho pélvico é fundamental no acompanhamento.

Gustavo Fiedler – Urologista

Por Alan Dick