Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 19 de Outubro de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Política

Vereadores querem mais investimentos em asfalto

, 20 de setembro de 2019 às 8h33

Sete projetos de lei foram aprovados por unanimidade na sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Arroio do Meio, realizada quarta-feira, dia 18. Eles tratam da denominação de ruas, regularização de edificações, pavimentação na Rua Umbuzeiro, Loteamento Sol da Manhã II, no Bairro São Caetano, a instituição do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e Fundo Municipal de Turismo, a abertura de crédito especial R$ 320,8 mil para o Regime Próprio de Previdência – RPPS, seguindo orientações do Tribunal de Contas.

Também foram aprovados três anteprojetos. Um de autoria de Darci Hergessel (PDT) que dispõe sobre a divulgação virtual da lista de espera para vagas nas Escolas Comunitárias de Educação Infantil (ECEI’s). E dois de autoria de Vanderlei Majolo (PP): o que inclui meta no PPA 2018 – 2021 e LDO 2020 e dispositivo ao Código Tributário Municipal, propondo que 50% do IPVA seja revertido em asfaltamento em estradas municipais; e o que regulamenta dispositivo do código de posturas do município, para deliberar a respeito de veículos abandonados em vias e terrenos públicos.
Antes da sessão representantes da Associação dos Vereadores do Vale do Taquari (Avat), pediram apoio do Legislativo local contra um artigo de opinião publicado por um jornal de Lajeado que chamou legisladores de “assaltantes” e convidou os vereadores para palestras que ocorrerão no próximo sábado, dia 21, em Santa Clara do Sul, durante a Santa Flor.

INSALUBRIDADE – Pedro Volmir de Freitas Noronha, o Kiko (PTB) pediu a implantação de boca de lobo na linha Pitsch, em Forqueta. Também sugeriu mais vagas em creches e sugeriu um menor valor de contribuição para os responsáveis, que hoje é de R$ 230. Kiko sugeriu a retomada do pagamento por insalubridade aos roçadores da prefeitura. Ainda, agradeceu por lâmpadas que foram trocadas, salientando que os pedidos estão sendo atendidos com rapidez.

SUPERÁVIT PARA OBRAS – Darci Hergessel (PDT) – Agradeceu a Secretaria Municipal da Saúde e ao Hospital São José pelo bom atendimento durante sua cirurgia. Também desejou boa recuperação ao colega Sérgio Cardoso. Ainda, agradeceu ao secretário da agricultura, Eloir Lohmann, por ter atendido alguns pedidos que estavam encalhados. Da mesma forma agradeceu ao Departamento de Trânsito pela colocação de duas faixas de pedestres no bairro Bela Vista. Sobre quebra-molas, disse que vai deixar para cobrar novamente no próximo ano, que é de eleições. Hergessel ainda falou sobre o asfaltamento da Rua Dom Pedro II, tendo o projeto sido aprovado em 28 de junho de 2016 e feitos apenas 1 km e há, ainda, 1,9 km projetados. Disse ter em mãos 15 folhas de abaixo-assinado, que somam em torno de 260 assinaturas de moradores. O vereador ainda salientou que a previsão é de que no final desse ano haverá superávit de até R$ 4,5 milhões nos cofres da prefeitura. Diante disso, questiona o porquê do financiamento para fazer asfalto. Sugere que com esse dinheiro mais comunidades sejam atendidas com pavimentações.

PONTILHÕES E BOCAS DE LOBO – César Kortz (MDB) repercutiu as audiências públicas (página 14). Cobrou obras de proteção na encosta de um pontilhão próximo do campo de Picada Arroio do Meio, além de pintura e faixa refletiva para ser vista à noite. Acrescentou que o pontilhão da cascalheira também poderia ser melhorado. Ainda, pediu uma boca de lobo na rua Figueira, onde a existente está sem proteção. Também pede atenção à boca de lobo na rua Almiro Gerhardt, no Loteamento Sol da Manhã, que estaria transbordando. Por último, abordou a instalação de uma pracinha no Loteamento Wathier.

INVESTIMENTOS NA SAÚDE – Sérgio Cardoso (DEM) comentou sobre o drama envolvendo sua saúde e disse que só se dá valor quando precisa, valorizando a importância de ter bons médicos e hospitais. Fez um apelo para os colegas priorizarem a saúde na busca por emendas. Observou que foi tratado muito bem pelo novo sistema existente entre o hospital de Arroio do Meio e de Estrela. Contudo salienta que há demandas, vendo a falta de muita coisa. Acrescentou que no mês passado encaminhou pedido de emenda de R$ 500 mil para ser aplicada nessa área. Em aparte, Darci Hergessel endossou as palavras de Cardoso, ressaltando que também pediu emenda de R$ 200 mil para a Saúde. Sérgio Cardoso ainda agradeceu o gesto de carinho de todos durante a sua enfermidade. Também em aparte, Cesar Kortz disse que encaminhou ano passado pedido de emenda no valor de R$ 500 mil para saúde e que em 19 de junho foi empenhada para o município.
Helena Matte salientou que a comunidade de Arroio do Meio é privilegiada, ,contudo, defendeu a importância da continuidade dos investimentos neste setor. Também repercutiu a visita dos vereadores ao Hospital São José, onde foi possível acompanhar uma explanação sobre as atividades e números da instituição.

José Elton Lorscheiter (PP), o Pantera, disse que bancada oposicionista acertou em dar preferência ao direcionamento de emendas para saúde para pavimentações que exigem contribuições de melhoria e revelou que ainda na semana foi liberado o dinheiro para compra de equipamentos e reforçou que pretende somar ainda mais esforços. “Tem coisas na vida que podem esperar, mas a saúde não”, salienta.
A presidente Adiles Meyer (MDB) agradeceu aos colegas que conseguiram ir na reunião do hospital, reforçando que a instituição está a disposição de todos para apresentação de números.

HORAS MÁQUINA PARA SILAGEM – Roque Haas, o Rocha (PP) cobrou a possibilidade de colocar nas horas máquina o serviço de silagem, atendendo um déficit de mão de obra no interior. Haas voltou a cobrar e sugerir medidas para melhor aproveitamento das pontes de baixo dos arroios Grande e do Meio, visando melhorias na mobilidade urbana. O vereador ainda lamentou a demora para a pintura de faixas de segurança, que custa pouco e que pode salvar vidas. Também reclamou que fez três ligações para o setor de serviços urbanos, fazendo referência a problemas de lâmpadas na rua são Miguel. Elogiou a largura do asfaltamento em Picada Arroio do Meio e cobrou prioridade no asfaltamento onde passam os caminhões da prefeitura em direção a saibreiras.

ACADEMIA AO AR LIVRE – Helena Matte (MDB) falou de seu pedido por uma academia ao ar livre em Arroio Grande Superior, o que deverá promover a saúde das pessoas e para que a Administração também disponibilize um profissional que mostre como se usa os equipamentos. Adiles Meyer (MDB) pediu por academias para o Esperança de Rui Barbosa e São José da Forqueta Baixa.

LINHA DE CRÉDITO DE PAVIMENTAÇÃO PARA CIDADÃOS – Vanderlei Majolo (PP) voltou a defender a construção de uma calçada junto a um muro existente no entorno Clube Rui Barbosa, onde pelo desnível, as pessoas precisam caminhar na rua, correndo riscos. Acrescentou que o clube está disposto contribuir, principalmente com a mão de obra. Falou de seus dois anteprojetos e comentou sobre uma possível linha de crédito específico do Sicredi, para o cidadão, para pavimentação de ruas. “O banco acolheu com satisfação esse pleito e vai trazer essa possibilidade”. Majolo vê a possibilidade como extremamente positiva também para Administração, pois depois do pavimento é praticamente zero a manutenção de uma rua.

PADRONIZAÇÃO NA MELHORIA DE VIAS – José Elton Lorscheiter, o Pantera (PP) questionou a parcialidade de melhorias feitas em vias de loteamentos, sugerindo que se faça tudo numa vez. Também pediu a colocação de material para diminuir o barro e a poeira o estacionamento municipal de caminhões.

ASFALTO PARA ARROIO GRANDE – Luís Both (MDB) destacou a colocação da parada de ônibus no Loteamento Popular da Dona Rita. Disse também que tem sido questionado por famílias de Arroio Grande, como se consegue asfalto para Picada Arroio do Meio e nada para o trecho Arroio Grande – Capitão. Lembra que está na câmara desde 2010 e que nunca viu uma conversa contundente sobre a obra. Disse que primeiro a empresa Better foi eliminada e, até hoje, não vieram mais argumentos e não sai o asfalto. Lamentou que no Vale do Taquari os eleitores não elegem um deputado estadual para que possa defender a região. “Até hoje não vi nenhum deputado defender essa obra. Existem boas ações, mas essa obra também é importante”, destaca. Both acrescenta que há outros locais no estado que não têm 20% de necessidade de ter asfalto, mas tem. Exemplifica que um deles é o acesso a Taquari, depois do Posto Rosinha, em Paverama. O vereador fez um apelo ao governador para que olhe para a referida obra de Arroio Grande. Ainda, sugeriu a união de forças. Rodrigo Kreutz observa que, se depender do governo do estado, será difícil sair a obra e cobra mais contrapartida do município. Em aparte, Rocha disse que desde 1996 está ouvindo sobre o assunto na casa. Avalia ser uma vergonha o descaso do governo do estado, que só da desculpa sobre desculpa. Também em aparte, o vereador Darci sugeriu municipalização da via. Concluindo Kreutz entendeu que municipalização da ERS-482 é desnecessária, pois agora a legislação permite maior que o município dê aportes, contudo, sugere que permaneça sendo do Estado, para que esse caminho fique aberto para recebimento de recursos.

DESEMPENHO DO GOVERNO MUNICIPAL – Rodrigo Kreutz (MDB) destacou algumas obras que estão em andamento e o bom trabalho do programa Passo a Frente, e continuidade em diversas localidades. Ressaltou que toda obra dá transtornos e pede que as pessoas entendam. Também falou sobre o superávit da prefeitura, se mostrando feliz diante do trabalho que está sendo feito. Observou que a Administração está trabalhando, tendo sido feitas mais de 30 ruas. Afirmou que desde que entrou na câmara defende o avanço no asfaltamento. Assim como as calçadas públicas e mais áreas verdes, mas disse entender a impossibilidade de se avançar em todas as frentes. Kreutz ainda pediu a colocação de duas lâmpadas ao lado da escola Duque de Caxias. Por fim detalhou abordagens e discussões nas audiências públicas.

Por daiane