Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 16 de Julho de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Administração Municipal e comunidade planejam o futuro de Arroio do Meio

, 20 de setembro de 2019 às 8h12

Com o objetivo de informar e integrar a comunidade na revisão dos Planos Diretores Municipais – Leis 3.288/2014 e 3.194/2013 – e criar o Plano Municipal de Mobilidade Urbana, pensando no futuro de Arroio do Meio, a Administração organizou um roteiro de audiências públicas pelos bairros e localidades, usufruindo das 13 Escolas Municipais de Ensino Fundamental e Escola Estadual Guararapes, como ponto de encontro com as diferentes comunidades.

As primeiras audiências foram realizadas nesta semana, nas escolas Getúlio Vargas, Dona Rita e Construindo o Saber, Navegantes, envolvendo as comunidades de Passo do Corvo, Cascalheira, Dona Rita, Dom Pedro II e Navegantes. Na oportunidade, o prefeito Klaus Werner Schnack fez explanação breve de prestação de contas da gestão pública, com reforço da equipe técnica da secretaria de Planejamento e participação de demais secretários municipais e vereadores. Foram abordados assuntos como Plano Diretor, mobilidade urbana, setor primário, saúde, educação e infraestrutura, enriquecidos com apontamentos da comunidade. “Nós estamos construindo o futuro juntos, Poder Público e comunidade, para aprimorar nossa infraestrutura e promover mais conforto e bem-estar às nossas famílias” declarou Schnack.

As audiências seguem nas próximas semanas, conforme calendário abaixo. Nas comunidades do interior, estão sendo escolhidos novos conselheiros para compor o biênio do Conselho Arroio-meense de Desenvolvimento Rural – Conar, sob acompanhamento de representantes da Secretaria Municipal da Agricultura e Emater. Toda a comunidade é convidada a participar e colaborar com sugestões e demandas locais.
Na visão de Schnack, o público presente deve aumentar nas próximas semanas, à medida que os assuntos repercutem na comunidade.

PASSO DO CORVO – Os moradores presentes defenderam regras mais pontuais para restrição de chácaras em áreas produtivas, tendo em vista que, com o atendimento de reinvindicações de melhorias em infraestrutura, mais pessoas tenham interesse em residir na localidade, e futuramente, esse avanço possa prejudicar a atividade agrícola. Entre outras solicitações, melhorias na rede elétrica, pavimentações, demandas da comunidade escolar e telecomunicações.

DONA RITA – Em Dona Rita a audiência foi feita com moradores da localidade, do Loteamento Glória e do bairro Dom Pedro II. Entre as reivindicações, ampliação do educandário em Dona Rita, melhorias no acesso ao centro comunitário e no cruzamento da rua João Antônio Rauber com a Estrada Geral, a construção do acostamento na estrada geral Arroio Grande, melhorias no escoamento da água da chuva na baixada em frente ao antigo prédio Machado Instalações Hidráulicas, a ampliação de paradas de ônibus no Glória, a pavimentação das ruas das Garças, conclusão da Monteiro Lobato e o asfaltamento da ERS-482.

NAVEGANTES –No Navegantes as reinvindicações foram a revitalização da orla com a modernização da área de lazer, saneamento na encosta do rio, e nas ruas Campos Sales e Tiradentes, revisão da planta de valores para um IPTU mais justo em áreas inundáveis, a retirada de árvores inapropriadas nas calçadas e implantação de calçadas em trechos da rua Gustavo Wienandts e Cel Zimmermann.

Conar defende uso correto do talão

Nas reuniões do Conar, acompanhadas pelos representantes da Secretaria Municipal da Agricultura, Emater/Ascar e STR, a principal pauta foi em torno da prudência nas informações prestadas no Talão de Produtor. Segundo o técnico em agropecuária, Elias de Marco, a produção rural será o próximo alvo da Receita Federal, com o objetivo de fiscalizar negociações e transparência das operações, com objetivo de coibir a sonegação de impostos e punir irregularidades. A entidade também explicou mudanças na interpretação das informações prestadas para busca de crédito rural, e outros benefícios, assim como importância do documento para o repasse do Fundo de Participações do Município (FPM), e instrumentos. Também foi destacado o papel político e de decisão do Conar, nas deliberações do setor primário e detalhes do estatuto e atuação, que prevê uma reunião ordinária mensal nos anos sem pleitos eleitorais.
Em Passo do Corvo, o novo conselheiro do Conar é Christian Gerhardt e o suplemente Signei Luiz Schmitt. Em Dona Rita foram escolhidos Nestor Bersch e Elemar Kuhn.

Por daiane