Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 19 de Outubro de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Especial

40ª Semana Farroupilha no CTG Tropilhas da Serra

, 13 de setembro de 2019 às 8h49

O CTG Tropilhas da Serra de Pouso Novo, inicia neste sábado, dia 13, a programação de sua 40ª Semana Farroupilha. A programação estende-se até o dia 22, com homenagens, cavalgadas, missa crioula, jantares com pratos típicos, fandangos e apresentação de danças a cargo da invernada artística do CTG Tropilhas da Serra e outros CTGs que visitarem a entidade.
A programação começa às 14h30min deste sábado, dia 14, com acendimento da Chama Crioula junto à sepultura de José Formenton, no Cemitério de São José do Herval. Para este ato haverá ônibus saindo às 13h30min de frente da prefeitura de Pouso Novo. Logo após a solenidade, um grupo de cavaleiros leva a Chama Crioula até Santo Antônio da Divisa, para jantar e pernoite. No domingo, dia 15, a cavalgada vem para o Galpão do CTG, em Pouso Novo, com recepção prevista para as 10h com entrega da Chama Crioula, celebração de missa crioula, seguida de almoço com churrasco de rês, massas e saladas. No turno da tarde ocorre domingueira com o grupo Tranco Fandangueiro.

Durante a semana de 16 até 21 de setembro, o CTG realiza churrasqueadas em todas as noites, acompanhadas de massas e saladas. Na segunda-feira, dia 16, churrasco de ovelha; na terça-feira, dia 17, carne de porco recheada; na quarta-feira, dia 18, churrasco de rês e galeto; na quinta-feira, dia 19, véspera de feriado, costelão e, na sexta-feira, dia 20, churrasco de cabrito e fandango. O encerramento ocorre no sábado, dia 21, com churrasco de rês, seguido de fandango com os Irmãos Severgnini e grupo Tranco Fandangueiro. As programações noturnas serão acompanhadas de fandango com animação dos grupos Tranco Fandangueiro, Tradição Campeira, Pealo e Bate Casco, além das apresentações de danças das invernadas artísticas.

Homenagem

Para manter a tradição, o CTG Tropilhas da Serra homenageia anualmente um tradicionalista com acendimento da Chama Crioula. Neste ano a homenagem será prestada para José Formenton, enterrado no Cemitério de São José do Herval.
Formenton, nasceu em 19 de março de 1911. Filho de Ângelo e Joana Penço Formenton, cresceu e residiu trabalhando na agricultura na Linha Vitória, hoje município de São José do Herval. Ainda jovem perdeu a mãe durante parto do irmão Pedro. Em sua luta de vida ajudou o pai a criar os 10 irmãos. Mais tarde casou-se com Maria Zanotelli constituindo família com 10 filhos: Lauri, Genir Lurdes, Jandir Agostinho, Dorilde, Romilde, Inês Lúcia, Clari Luiz, Cleci Vitória, Jalvir Pedro e Jalmir Luis.
A família formou seu patrimônio com a compra de terras através do trabalho na agricultura. Formenton, que tinha uma grande paixão por cavalos, era considerado uma pessoa calma, gentil e carismática, com grande carinho pela esposa e pelos filhos. Tinha muitos amigos e era prestativo com a comunidade, coordenada pelo Frei Teobaldo. Formenton, faleceu de forma precoce em 13 de outubro de 1963, aos 52 anos, deixando um legado de humildade, dignidade, fé em Deus e Esperança. Vô José como era denominado, além dos 10 filhos, teve 24 netos e 10 bisnetos.

Por daiane