Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 26 de Agosto de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Um bom exemplo

, 12 de julho de 2019 às 9h19

No fim da manhã de quarta-feira, dia 10, o corretor de seguros, Estevan Schmitt, 23 anos, morador de Forqueta, Arroio do Meio, distraiu-se com os envelopes que carregava, enquanto atendia a um cliente pelo telefone e perdeu cerca de R$ 1,4 mil em espécie. Estevan estava no Centro, havia deixado seu carro estacionado nas imediações da esquina entre as ruas Dr. João Carlos Machado e São José e ia a pé ao Sicredi. Quando chegou ao banco para pagar boletos, não encontrou mais o dinheiro. Retornou ao carro e vasculhou toda a parte interna. Na primeira hora da tarde, foi a todas as lojas do trajeto para verificar o monitoramento eletrônico, sem sucesso.
Gabriela Matte, 16 anos, vendedora de uma loja de calçados, estava de folga e caminhava pelo Centro no fim daquela manhã, quando se deparou com diversos maços com notas de R$ 50 e R$ 100, amarradas com liguetas, na calçada, nas imediações da loja Quero-Quero. “Inicialmente achei que eram notas ilustrativas de algum tipo de propaganda, mas logo identifiquei que eram verdadeiras. Sem saber o que fazer contatei o meu pai. E ele orientou que eu deixasse na Delegacia de Polícia. Não precisei registrar Boletim de Ocorrência, apenas explicar”, revela.
Gabriela, que é estudante do segundo ano do Ensino Médio, no Guararapes, compartilhou o fato nas redes sociais. “Fiquei pensando no meu salário, e que a quantia poderia fazer falta para a pessoa que perdeu, no orçamento do mês, ou ainda ser essencial para alguém que precise de medicamentos”, explica.
Estevan foi avisado de que a quantia estava na DP por meio de funcionários da Quero-Quero. Está muito agradecido com o gesto da jovem e pretende recompensá-la.

Por daiane