Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 21 de Julho de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Agricultura

RETOMANDO ASSUNTOS…

5 de julho de 2019 às 8h00

Os temas abordados na semana passada apresentaram, de alguma forma, desdobramentos e, portanto, acho oportuno fazer breves referências complementares, dada a importância de ambos no aspecto social e econômico, não apenas dos produtores rurais, mas também dos demais segmentos de atividades.

A questão que mais repercutiu, inclusive no meio político, digo Câmara de Vereadores, diz respeito aos problemas relacionados às condições de fornecimento de energia elétrica pela concessionária que atende a maior parte da nossa região, praticamente todo o território do município de Arroio do Meio.

O episódio ocorrido no distrito de Forqueta, na semana anterior, quando faltou energia durante 24 horas, poderá repetir-se em inúmeras outras localidades, a qualquer momento, considerando o estado precário dos muitos postes de madeira que sustentam a fiação.

De parte dos vereadores, existe uma insatisfação quanto ao anúncio anterior da empresa responsável, propondo-se a apresentar um plano de ação para a correção dos problemas e pleitos que já foram indicados ou apresentados em encontros realizados. Pelo que se tem conhecimento, até este momento não surgiu o esperado plano.

O Legislativo de Arroio do Meio tentará agendar um próximo encontro com a concessionária, na intenção de apresentar um relatório das situações mais críticas.

Pelas contas que o consumidor paga atualmente, ele precisa usar o seu direito para exigir um serviço de qualidade, onde o agricultor não venha a perder parte da sua produção de leite, ter morte de frangos e prejuízos em outras atividades. O comércio e as indústrias não podem ficar paralisados por mais de 24 horas sem o abastecimento de energia.

Saudei no comentário anterior a possibilidade de pequenos empreendedores estabelecerem-se com indústrias de queijos artesanais, que atenderia os produtores de leite que não se enquadram mais nas regras em vigor, que são as Instruções Normativas 76 e 77.

Pois, nesta semana, tomamos conhecimento do encerramento das atividades de Indústria de Leite da Nestlé, há poucos anos instalada no município de Palmeiras das Missões. A fábrica foi planejada e estruturada para receber em torno de um milhão de litros de leite por dia e, ultimamente, estava industrializando aproximadamente 100 mil litros. Portanto, uma ociosidade muito grande, fator que pode ter sido decisivo para o fechamento da planta industrial.

 UMA FRENTE BUSCA SOLUÇÕES PARA O TREVO

O constante agravamento das condições de trafegabilidade no trevo de acesso à cidade de Arroio do Meio e a falta de atitudes e iniciativas das autoridades que deveriam tomar posições mais enérgicas, está provocando o surgimento de uma mobilização de líderes comunitários em defesa da segurança dos motoristas e pedestres.

Enquanto não acontecem projetos de soluções definitivas, como elevada ou viadutos, de custos elevados, são sugeridas soluções mais baratas e práticas, como o aproveitamento de passagens junto às pontes sobre o arroio Grande e o arroio do Meio.

Quem é a favor da segurança, a favor de uma solução viável, deve aliar-se, engajar-se nessa mobilização pelo bem comum.

Por daiane