Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 23 de Agosto de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Municípios

Capitão se prepara para implantar feira do produtor

, 17 de maio de 2019 às 11h21

Na semana que passou, a Emater/RS-Ascar e a Administração de Capitão realizaram, no auditório da prefeitura, uma reunião com agricultores interessados em participar da feira do produtor. Entre os assuntos, tópicos referentes à legislação, boas práticas de produção, comercialização e a relação entre feirante e consumidor. O encontro contou com a presença do supervisor Regional da Emater, Álvaro Mallmann e do engenheiro agrônomo da Emater, Lauro E. Bernardi, especialista em Sistema de Produção Vegetal que deu exemplos de feiras de sucesso na Região, citando Arroio do Meio, Lajeado e Encantado.

Bernardi lembrou que na década de 1970 acreditava-se que o sistema de comercialização em feiras acabaria, porém nos anos subsequentes o movimento ganhou força e hoje é uma realidade em todo o país. “A garantia da qualidade dos produtos vendidos pelo produtor é um diferencial da feira”, cita Bernardi, que ressalta ainda outros fatores como a diversidade, a qualidade e o preço justo como requisitos indispensáveis para atrair o cliente. Reforça ainda a higiene e o bom atendimento, como fundamentais para que a feira se torne um sucesso. “Ao contrário do supermercado, este espaço possui alimentos frescos, colhidos há poucas horas. A exposição e a organização dos produtos ajudam a vender. Mas não só, é preciso criar uma identidade da feira com feirantes identificados com crachá, avental e boné”, diz.

A proximidade entre produtor e consumidor final é um diferencial. “A feira é rica em tradição e cultura, conta a história do lugar onde sua identidade fica impressa. Ela gera emprego, circulação, renda, evita evasão de riquezas e gera oportunidades, aponta o engenheiro agrônomo.

A organização é fundamental para que a feira funcione de forma satisfatória, ressalta Bernardi. Deve ser normatizada e cumprir a legislação sanitária e fiscal do município. Os feirantes devem organizar-se em associação com regime próprio e a gestão deve ser compartilhada por vários setores que inclui: a Associação dos Produtores Feirantes; representantes das secretarias Agricultura, Saúde e Fazenda; representantes da Emater e também dos consumidores.

O engenheiro agrícola da Emater de Capitão, Luciano Cavaletti revela que já existe um local definido para sediar a feira, nas proximidades da estação rodoviária. Porém, faltam algumas definições, como a periodicidade que pode ser mensal, quinzenal ou semanal. Na feira serão comercializadas frutas, verduras, e peixe vivo, todos oriundos da agricultura familiar, além de artesanato.

Por daiane

O engenheiro agrônomo da Emater, Lauro Bernardi falou sobre legislação, boas práticas de produção e comercialização e relação entre feirante e cliente