Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 13 de Outubro de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Economia

Supermercados gaúchos projetam crescimento de 5,2% nas vendas

, 5 de abril de 2019 às 15h30

As 4,6 mil lojas do setor supermercadista gaúcho já montaram suas parreiras de chocolate para a Páscoa, tradicionalmente um dos melhores períodos de vendas para o segmento no Estado. Ao todo, 8,5 milhões de ovos de chocolate deverão ser comercializados pelos supermercados, alavancando um faturamento de R$ 84,5 milhões para o setor. Um levantamento encomendado pela Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) aponta que a expectativa de crescimento nominal de vendas pelos empresários do setor é de 5,2% em relação à Páscoa do ano passado, e os preços estarão em média 2,7% superiores ao ano passado.

Para o presidente da Agas, Antônio Cesa Longo, a comemoração da Páscoa em abril, quando as temperaturas estão mais baixas do que em março, favorecerá o consumo de chocolates em 2019. “O cenário de maior estabilidade econômica e de possibilidade de retomada de investimentos, aliado ao clima mais ameno de abril, deverá alavancar as vendas. Para os pequenos supermercados, que não dispõem de climatização nas lojas, é fundamental uma temperatura mais amena, facilitando a exposição dos chocolates”, projeta Longo. Segundo o dirigente, os tabletes, caixas de bombons e ovos menores deverão mais uma vez se destacar na Páscoa de 2019, a exemplo do comportamento de investimentos, aliado ao clima mais ameno de abril, deverá alavancar as vendas. Para os pequenos supermercados, que não dispõem de climatização nas lojas, é fundamental uma temperatura mais amena, facilitando a exposição dos chocolates”, projeta Longo. Segundo o dirigente, os tabletes, caixas de bombons e ovos menores deverão mais uma vez se destacar na Páscoa de 2019, a exemplo do comportamento registrado no ano passado. “A simbologia do presente é mais importante do que o tamanho do chocolate. Por isto, os gaúchos deverão adquirir mais itens, mas com menor valor agregado, para agraciarem mais pessoas de seu convívio”, projeta o presidente da Agas.

Por daiane