Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 17 de Setembro de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Polícia

Aplicativo Polícia On-line está em fase de testes

, 26 de abril de 2019 às 9h26

O 3º Batalhão da 22ª Companhia da Brigada Militar de Arroio do Meio já está testando o aplicativo Polícia On-line. De acordo com o capitão Ricardo Machado da Silva, os próximos passos para a implementação serão o recebimento das linhas telefônicas do Consepro, mais testes entre o efetivo policial, para melhor familiarização com a plataforma e uma reunião para orientações da forma de atuação.

O lançamento oficial será anunciado na próxima semana e deve contar com um ato público para explicação sobre o funcionamento. O aplicativo será disponibilizado para download gratuito no Google Play Store e os policiais continuarão dando detalhamentos da plataforma à comunidade. Conforme testes iniciais, ele já funciona perfeitamente e novos updates serão disponibilizados, à medida em que ocorram atualizações.

O capitão ressalta a resolutividade e eficiência operacional da ferramenta, em comparação com os meios de comunicação tradicionais, devido ao georreferenciamento via satélite e acessibilidade mais rápida e direcionada, o que facilitará a triagem dos chamados e denúncias, além de proporcionar soluções mais adequadas, qualificadas e rápidas para cada tipo de ocorrência.

O projeto, considerado inovador, vai ajudar a suprir também a deficiência de efetivo, dando mais eficiência à gestão do patrulhamento. Por este déficit de PMs, a sala de operações do quartel de Arroio do Meio foi fechada. Atualmente todas as ocorrências estão sendo direcionadas ao Comando Regional de Polícia Ostensiva (CRPO) de Lajeado. As coordenadas repassadas aos patrulheiros nem sempre são precisas, pelo fato de muitos policiais da sala de operações não conhecerem a rotina de Arroio do Meio.

O aplicativo vai permitir uma interação instantânea entre os cidadãos e os policiais locais que estão nas viaturas. Permitirá a ligação telefônica direta, denúncias anônimas e o acionamento da viatura com alguns cliques, além da publicação de informações de interesse público, diretamente no celular dos cidadãos.

A plataforma é desenvolvida pela Alfa Sistemas, de Anta Gorda e vai custar R$ 18,6 mil. A mensalidade para manutenção do provedor será de R$ 180. O valor será custeado pela Consepro.

Por daiane