Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 23 de Maio de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Luteranos e católicos unidos por um espaço em comum

, 3 de março de 2019 às 10h00

O espírito comunitário se sobrepõe às diferenças religiosas, em Marques de Souza. No domingo, as comunidades Católica e a Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) proporcionaram um momento inédito e sem precedentes. Como a igreja católica não pode ser usada pois está sendo reformada, a missa foi realizada na igreja luterana.

Para a presidente da Comunidade Católica Nossa Senhora das Graças, Ilse Sopelsa, trata-se de uma situação única. “Chego a me arrepiar. Estamos felizes e somos muito agradecidos pelo cedimento do espaço para as nossas missas”, declara, informando que a boa relação entre as três igrejas – a católica, a IECLB e a Evangélica Luterana no Brasil (IELB) – é uma prática de anos, inclusive com celebrações importantes, como o Natal e o Domingo de Ramos, feitas de forma ecumênica.

O número de pessoas presentes à missa, segundo Ilse, não foi expressivo, visto que na noite anterior foi realizado no município o tradicional baile de kerb. No entanto, ela diz que as pessoas que foram, ficaram satisfeitas e muito animadas com o padre Laudinor Telöken, que no domingo rezou a primeira missa em Marques de Souza, depois de ter assumido a paróquia de Travesseiro.

Para o pastor Josias Hilbert Hegele, que atua em Marques de Souza há cerca de um ano e meio, trata-se de uma ação muito positiva para o todo. Explica que a questão foi de pronto aprovada pelos integrantes da diretoria e entende que é algo muito simbólico e bonito, especialmente em um momento em que se vê muitas divisões. Lembra que o termo ecumenismo deriva da palavra ecumene que quer dizer ‘casa em comum’ e que, efetivamente, será assim por um período. Também chama atenção para o fato de que os católicos vão usar o espaço dos evangélicos justamente por causa de uma reforma, uma palavra de grande significado para os luteranos. “A bíblia, em várias passagens, nos convida à hospitalidade. Para nós é uma grande alegria, um momento muito simbólico, que nos deixa felizes”, pontua, lembrando que o ecumenismo é muito presente na Região, tanto nas comunidades como em âmbito de Diocese, Sínodo e entre pastores e padres.

O padre Laudinor reforça a fala do pastor Josias e afirma que esta foi a primeira vez que celebrou uma missa em um templo luterano. Já participou de inúmeras celebrações ecumênicas, mas o momento de domingo foi diferente, de um significado muito maior, de igualdade, fraternidade e acolhimento. “É um gesto muito bonito por parte da comunidade evangélica. É significativo. Me sinto gratificado, mostra a comunhão de caminhada entre as duas igrejas. Tem um provérbio que diz: o que nos une é mais do que aquilo que nos separa. E este gesto mostra isso, na prática”.

A REFORMA: A reforma na igreja Nossa Senhora das Graças começou no início de fevereiro e não tem data para ser concluída. Contempla obras na fachada, com adequações nas portas, instalação de acesso para cadeirantes e duas torres laterais, com substituição da atual. Na entrada também será colocado um letreiro de identificação. Para a reforma, a comunidade conta com um recurso recebido do Sicredi, no valor de R$ 3,5 mil, já que o projeto contempla acessibilidade.

A próxima missa será celebrada na igreja IECLB no dia 17 de março, às 8h30min.

Por daiane
Comunidade católica, cuja igreja passa por reformas, vai usar o espaço da comunidade luterana para a celebração de suas missas

Comunidade católica, cuja igreja passa por reformas, vai usar o espaço da comunidade luterana para a celebração de suas missas