Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 16 de Julho de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Economia

Preço da gasolina cai até R$ 1 por litro em Arroio do Meio

, 20 de janeiro de 2019 às 10h00

Após várias altas o preço do combustível começou a cair em várias oportunidades em Arroio do Meio e agora é possível encontrar gasolina comum a R$ 4,15. No posto mais caro, o litro do combustível custava, na quarta-feira, R$ 4,59. Já a gasolina aditivada varia entre R$ 4,15 e R$ 4,69. O preço do diesel também teve alteração nos últimos meses e agora custa entre R$ 3,09 e R$ 3,64 o comum e R$ 3,17 e R$ 3,69 o S10.

Em Marques de Souza, no único posto do município, a gasolina comum custa R$ 4,19 e a aditivada R$ 4,39. Em outubro o preço era de R$4,79 e R$ 4,89 respectivamente.

Já em Capitão o preço da gasolina comum varia entre R$ 4,55 e R$ 4,58 e a aditivada entre R$ 4,67 e R$ 4,70. Já o diesel comum é comercializado entre R$ 3,48 e R$ 3,63 e o S10 entre R$ 3,60 e R$ 3,71.

Em Pouso Novo o preço da gasolina comum custa entre R$ 4,19 e R$ 4,39 e a aditivada entre R$ 4,29 e R$ 4,47. O litro do diesel comum sai por R$ 3,04 em um dos postos e R$ 3,30 no outro. O valor do álcool é de R$ 3,89 em um dos dois postos do município e R$ 4,08 no outro.

Em uma pesquisa realizada pelo AT em 5 de outubro último, a gasolina comum custava entre R$ 4,88 e R$ 5,14. Já a aditivada o preço variava entre R$ 4,98 e R$ 5,14, considerando que alguns postos ainda não haviam repassado o reajuste. O álcool, que não era vendido em todos os postos, variava entre R$ 3,69 e R$ 3,93. Da mesma forma, o reajuste do diesel não havia sido repassado ao consumidor em alguns postos do município, cujo preço variava entre R$ 3,46 e R$ 3,94. O diesel S10 tinha como preço mínimo no município R$ 3,52 e máximo R$ 3,99.

Preço não muda

Sempre que o diesel é reajustado ocorre um fenômeno em cascata e tudo que depende do transporte rodoviário é reajustado. Porém, não ocorre o mesmo quando o combustível tem queda de preço. Prova disso são os hortifrutigranjeiros que não registraram queda nos últimos meses. O proprietário de uma fruteira no centro de Arroio do Meio, Maicon Cardoso, diz que frutas como maçã, manga e abacaxi, em razão da safra, tiveram reajuste nas últimas semanas. “Não houve nenhuma queda de preço em razão da baixa nos combustíveis”, argumenta Maicon.

Mercado internacional

A redução do preço dos combustíveis se deve a nova política de preços adotada pela Petrobras que teve início em julho. De lá para cá os preços da gasolina e do diesel estão sendo alterados com frequência. O objetivo da estatal é alinhar os valores àqueles cobrados no mercado internacional. Para isso, leva em consideração a variação no barril de petróleo, calculado em dólares.

Por daiane