Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 22 de Março de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

RGE Sul investe R$ 11,5 milhões em Arroio do Meio

, 21 de dezembro de 2018 às 8h37

Na tarde de terça-feira, 17, a RGE Sul inaugurou a subestação de energia elétrica no bairro Dom Pedro II, em Arroio do Meio. O investimento inicial é de R$ 11,5 milhões, com anúncio de mais R$ 8 milhões para nova linha de alta tensão e novas expansões conforme demanda.

Participaram da solenidade o presidente da RGE Sul, José Carlos Saciloto Tadiello, o secretário estadual adjunto de Minas e Energia, Eudo Callegaro Tambara, consultor de negócios, Cristiano Guedes da Silva, o 1º tenente do 6º batalhão de Corpo de Bombeiros com sede em Lajeado, Delmar Braz do Prado, autoridades políticas da região, representantes de entidades de classe, funcionários da concessionária, equipe de governo de Arroio do Meio, da família Kuhn que vendeu a área para o empreendimento e comunidade em geral.

A nova subestação é composta por um transformador 69/13,8 kV 25 MVA (mega volt ampère), duas saídas de linha de transmissão 69 kV e 7 novos módulos de alimentadores de 13,8 kV. O empreendimento aumenta em 43% a disponibilidade energética da região e beneficia diretamente 38 mil clientes de Arroio do Meio e Lajeado e indiretamente 11 mil clientes de Imigrante e Colinas.

A distribuidora do Grupo CPFL construiu ainda 12,6 km de rede elétrica nova, com instalação de 301 postes, dois religadores telecomandados e a implantação de condutores mais robustos e de maior capacidade. Durante a obra, 110 profissionais, entre técnicos e eletricistas, estiveram envolvidos diariamente na execução dos trabalhos.

O secretário de Minas e Energia do Estado, Eudo Callegaro Tambara, afirmou que a inauguração se conjuga a outros grandes investimentos que tem sido feitos no setor elétrico. “Esta região é premiada. Quem tem energia cresce e se desenvolve. Talvez vamos testar ainda hoje, no dia mais quente do ano”, dimensionou. Tambara repercutiu o leilão do segmento em Brasília que será vital para o RS. “Técnicos das agências reguladoras exigem investimentos, que o poder público muitas vezes precisa terceirizar, e demoram para serem entregues. Obras de energia ou se faz, ou se deixa a desejar no atendimento. Não vão aumentar o valor da energia e sim o atendimento, proporcionando o desenvolvimento”, destacou.

O presidente da RGE Sul José Carlos Saciloto Tadiello agradeceu a família de Lucila Kuhn, proprietária do terreno onde foi construída a subestação, pela forma pela qual foram conduzidas as negociações. Esta foi a 10ª subestação inaugurada desde que companhia assumiu a concessão em novembro de 2016, concretizando projetos pendentes.

Conforme Tadiello, já está aprovado orçamento, licenciamento ambiental e projeto para nova linha de alta tensão, que custará R$ 8 milhões. “Serão duas fontes de alimentação de 69 mil volts que darão melhores condições de confiabilidade, permitindo ainda ampliação com mais dois transformadores de 25 MVA. Além da melhoria do fornecimento de energia, haverá disponibilidade de crescimento, os prefeitos poderão trazer novas indústrias e potencializar outros setores como o comércio. Sabemos que temos muito a fazer nas redes de distribuição. Mas a substituição de todos os postes de madeira por concreto é uma questão de logística. Não tem como ser feito de uma hora pra outra. Em 2017 substituímos 83 mil postes. E em 2018, 80 mil. E em 2019 estão previstos mais 86 mil. São mais de 240 postes por dia. E a logística é enorme. É preciso desligar a energia e isolar áreas”, explica.

Em 2017 e 2018 a RGE e RGE Sul, que serão unificadas em breve, investiram mais de R$ 1,6 bilhão em sua área de atuação. “Pedimos a paciência dos consumidores, pois infelizmente durante temporais é preciso interromper avanços para recuperar danos. Mas em médio prazo todos os consumidores terão uma energia de qualidade que merecem. Estamos apenas cumprindo obrigação de uma empresa que presta o serviço público. A unificação das duas concessionárias nos dará um ganho logístico muito grande”, relaciona.

O prefeito Klaus Werner Schnack falou sobre os investimentos em âmbito municipal, como a melhoria da rede elétrica no Colégio Estadual Guararapes, que dará mais conforto aos alunos e melhorará o aprendizado. Também enalteceu o empenho da família de Lucila Kuhn no trâmite pela disponibilidade de espaço e visão democrática de desenvolvimento.

Destacou da importância do investimento para o setor primário que conta com diversos integrados, além de proporcionar mais qualidade de vida das pessoas do interior e também atender bem o parque fabril grande e diversificado do município que necessita de demanda de energia, para que as empresas instaladas tenham tranquilidade e possibilidade de crescimento operacional, sem falar na garantia para atração de novos investimentos e conforto para os setores de comércio e serviços. “A localização do município e região é privilegiada no RS, mas precisa de estrutura energética para viabilizar o desenvolvimento. É importante para o interior e a área urbana. Sabemos das dificuldades, condições logísticas, mas confiamos na seriedade da RGE Sul”, argumentou.

O pároco da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Alfonso Antoni, em nome das igrejas cristãs do município, abençoou o empreendimento, e pediu proteção divina considerando risco e desafios neste segmento e perigo da eletricidade nas próprias casas e estabelecimentos. “Deus deu capacidade e energia para a humanidade dar sequência à sua criação. Este investimento é obra da sabedoria e inteligência humana. Vai levar energia, vida e bem-estar a todas as pessoas beneficiadas e atendidas pelo novo empreendimento”, disse.

 

Por daiane
Presidente da RGE Sul, José Carlos Saciloto Tadiello, acredita que a médio prazo transtornos sentidos em temporais e ondas de calor serão menores no setor, graças a investimentos que estão sendo realizados

Presidente da RGE Sul, José Carlos Saciloto Tadiello, acredita que a médio prazo transtornos sentidos em temporais e ondas de calor serão menores no setor, graças a investimentos que estão sendo realizados