Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 11 de Dezembro de 2018

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Saúde

Saúde masculina é o foco durante o Novembro Azul

, 23 de novembro de 2018 às 13h26

A prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de próstata são enfatizados durante o Novembro Azul. No entanto, o objetivo da data é ainda mais amplo: trazer à tona todas as questões relacionadas à saúde masculina. O Hospital São José, em Arroio do Meio, participa do esforço em conjunto com diversas entidades no mundo todo e busca informar a população sobre este tema.

Os homens, em geral, são resistentes ao autocuidado e protelam as visitas aos consultórios médicos e hospitais para a prevenção de doenças. Este comportamento leva a diagnósticos tardios e ao aumento da mortalidade entre este público. O câncer de próstata é a segunda principal causa de morte entre todos os tumores que acometem a população masculina.

No Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido a esta enfermidade, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca). A estimativa do Inca é de que neste ano 68.220 novos homens sejam diagnosticados com câncer de próstata no Brasil. Destes, 6.210 no Rio Grande do Sul. Presume-se que a cada hora sete homens recebam o diagnóstico da doença e que um a cada seis brasileiros terá câncer de próstata ao longo da vida. No entanto, apenas um a cada 36 morre em função da enfermidade.

“Os fatores de risco devem ser salientados, pois homens que possuem familiares de primeiro grau, como avô, pai ou irmão têm duas vezes mais chances de vir a adquirir a doença”, destaca o Dr. Gustavo Fiedler, urologista do Hospital São José.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), cerca de 20% dos pacientes portadores de câncer de próstata ainda são diagnosticados em estágios avançados, embora tenha ocorrido uma maior procura nas últimas décadas devido à divulgação e conscientização na população masculina. Fiedler destaca que houve uma mudança significativa após 1985, com a implementação do exame de PSA. Quando detectado em fase inicial, este tipo de tumor tem até 90% de chances de cura.

CÂNCER DE PRÓSTATA

O que é a próstata? É uma glândula do sistema reprodutor masculino que pesa cerca de 20 gramas e localiza-se abaixo da bexiga. Sua principal função, juntamente com as vesículas seminais, é a de produzir a maior parte do sêmen. Depois dos 30 anos, a próstata só volta a crescer caso ocorra o processo de hiperplasia prostática benigna (HPB).

Quando ocorre o câncer? Resultado de uma multiplicação desordenada das células da próstata, a glândula endurece quando há presença de câncer. Na fase inicial, a doença não dá sinais. Atualmente, cerca de 20% dos tumores ainda são diagnosticados em estágios avançados.

Principais sintomas

• Sensação de que a bexiga não se esvaziou completamente.

• Dificuldade de interromper ou de iniciar a passagem da urina.

• Urinar em gotas ou jatos sucessivos.

• Necessidade de fazer força para manter o jato de urina.

• Sensação de dor na parte baixa das costas ou no períneo (abaixo dos testículos).

• Problemas em conseguir ou manter a ereção.

• Sangue na urina ou no esperma.

• Presença de dor durante a passagem da urina ou quando ejacula.

• Testículos, região lombar, bacia, joelhos ou ossos doloridos.

Fatores de risco

• Histórico familiar de câncer de próstata: pai, irmão, tio e avôs paternos.

• Raça: homens negros sofrem maior incidência deste tipo de câncer.

• Idade: tanto a incidência como a mortalidade aumentam após os 50 anos.

Prevenção

• O câncer de próstata não pode ser prevenido, mas há 90% de chances de cura quando diagnosticado precocemente.

• Estilo de vida saudável é crucial para aumentar a sobrevida, incluindo uma alimentação balanceada (dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais e pobres em gordura) e a prática de atividades físicas frequentes.

Diagnóstico

• A cura do câncer de próstata só pode ser garantida com diagnóstico precoce.

• Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou com 50 anos ou mais sem estes fatores, devem consultar com seu urologista para individualizar a abordagem e avaliar riscos da doença e benefícios da investigação.

• Muitas vezes o diagnóstico é feito após consulta com urologista, exame físico e o PSA. Se necessário, o urologista pode valer-se de métodos de diagnóstico adicionais. O diagnóstico de câncer só se confirma após biópsia da próstata.

Tratamento

A indicação da melhor forma de tratamento vai depender de vários aspectos, como estado de saúde, estadiamento da doença e expectativa de vida. Basicamente consiste em cirurgia e radioterapia.

Como fica a prática sexual após o tratamento? O desejo sexual não muda. Atualmente há possibilidade de cirurgias com preservação de feixes nervosos acelerando a recuperação da ereção.

Por daiane
Urologista Gustavo Fiedler alerta que homens que possuem familiares de primeiro grau com câncer de próstata, têm até duas vezes mais chances de adquirir a doença

Urologista Gustavo Fiedler alerta que homens que possuem familiares de primeiro grau com câncer de próstata, têm até duas vezes mais chances de adquirir a doença