Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 22 de Janeiro de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Saúde

Rede de Saúde Divina Providência assume Hospital Estrela

, 16 de novembro de 2018 às 8h48

A manhã de quarta-feira, dia 14, ficou marcada pela assinatura do contrato de repasse da administração e prédio do Hospital Estrela à Rede de Saúde Divina Providência (RSDP). O ato ocorreu no auditório da casa de saúde na presença de representantes da atual gestão da Associação Franciscana de Assistência à Saúde, das Irmãs Franciscanas da Penitência e Caridade Cristã, Congregação Sulina da Divina Providência e autoridades regionais.

Após um período de transição operacional, jurídica e administrativa, que se estende até 1º de janeiro, o Hospital Estrela oficialmente passa a fazer parte da RSDP, que também conta com os hospitais Divina Providência e Independência (ambos em Porto Alegre), São José (Arroio do Meio) e Santa Isabel (Progresso). Segundo o diretor de Propósito de Desenvolvimento da Rede, Mário Abílio Jaeger Neto, “este passo fortalece a estrutura de uma rede de saúde que se complementa do ponto de vista técnico e administrativo. Todos, perante a comunidade, consolidaram a união de duas instituições cristãs tradicionais em prol da continuidade da assistência à saúde”, explica Jaeger.

Com 12 mil m² de área construída, o Hospital Estrela tem 412 funcionários e 81 médicos do Corpo Clínico disponibilizando 119 leitos (74% SUS) para internações hospitalares e 17 leitos para observação ambulatorial. É um hospital geral, que atende a população do Vale do Taquari, realizando diversos procedimentos. Fundado em 1929, pelas Irmãs Franciscanas, a casa de saúde ainda se destaca nos serviços de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulta e neonatal, clínica médica, cirúrgica, pediatria, obstétrica, saúde mental e Pronto Socorro 24 horas.

Os motivos pelos quais as Irmãs Franciscanas resolveram repassar a gestão, é que o hospital é o único que a congregação ainda administrava, com diversos desafios em torno de tecnologia, gestão e poder de compra, dificultados pela falta de repasses de recursos dos governos estadual e federal. Lembrando que a instituição não possui dívidas.

A nova direção já realiza uma análise do atual quadro gestor e não pretende fazer mudanças drásticas. O fato do Hospital Estrela passar a integrar uma rede formada por outras quatro casas de saúde deve melhorar as condições de investimento, adquirir insumos e equipamentos.

Rede Divina Providência

Fundada em 1956 pelas Irmãs da Divina Providência da Igreja Católica, a rede congrega quatro hospitais, além de inúmeros programas e projetos de assistência social em saúde. A rede, com mais de dois mil funcionários e 2,4 mil médicos credenciados, realiza, ao ano, em torno de 21 mil cirurgias, 160 mil atendimentos ambulatoriais e 99 mil exames.

Por daiane