Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 21 de Novembro de 2018

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Primeiro conjunto de jazigos em gavetas será construído em 2019

, 2 de novembro de 2018 às 9h30

A diretoria da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro planeja a construção do primeiro conjunto de jazigos de gavetas para o primeiro semestre de 2019. O anteprojeto ainda será apresentado e melhor discutido com os representantes das 12 comunidades vinculadas aos cemitérios católicos de Bela Vista e Morro Vermelho, em Arroio do Meio.

A proposta visa um uso mais eficiente e democrático dos 1,8 mil metros quadrados ainda disponíveis no cemitério de Bela Vista. Lembrando que o modelo tradicional de sepultura dupla ocupa 4,8 metros quadrados, incluindo corredores e carneiros, é incompatível com a demanda de um quadro superior a três mil associados às comunidades do loteamento Glória, Matriz (Centro, São José e Dom Pedro II), Forqueta Baixa, Rui Barbosa, Navegantes, Medianeira, Barra do Forqueta, Aimoré, Bela Vista, Novo Horizonte, São Caetano e Tiradentes. Em 2016 ocorreram 34 sepultamentos no local.

A nova edificação deverá ocupar 60,16 metros quadrados de chão, e ficará situada numa linha de 25,6 metros dos 82 metros da faixa de divisa com o Cemitério Municipal em Bela Vista. Ao todo serão 128 jazigos disponibilizados em quatro fileiras com 28 gavetas. Cada sepultura terá 60 cm de altura, 80 cm de largura e 2,35 m de cumprimento/profundidade. Mais informações em torno da engenharia, arquitetura, questões ambientais, operacionais e administrativas serão esclarecidas com a elaboração do projeto.

A evolução está sendo discutida há pelo menos um ano. Segundo o presidente da Paróquia, Paulo Steiner, a discussão ainda está em fase preliminar. O novo modelo será padronizado, com custo mais acessível aos associados, sem perdas estéticas e espirituais. “A implantação do primeiro conjunto de gavetas vai permitir reflexões mais aprofundadas, comparações com o modelo tradicional e assimilações por parte da comunidade, essenciais para superar convenções culturais. Não ocorrerá de forma impositiva. Será uma alternativa para quem tem a preferência de ser enterrado em Bela Vista, que é considerado um dos melhores cemitérios em critérios estruturais e logísticos”, dimensiona.

Por outro lado, na área do Morro Vermelho, os quatro mil metros quadrados disponíveis, hoje são arrendados para produção de soja. A discussão em torno das gavetas deve ser estendida aos demais cemitérios católicos, situados em Forqueta, Linha 32, Picada Arroio do Meio, Palmas, Arroio Grande e Dona Rita.

Por daiane
Demanda leva a paróquia, presidida por Paulo Steiner, a tomar medidas para democratizar o uso dos 1,8 mil metros quadrados restantes no Cemitério de Bela Vista

Demanda leva a paróquia, presidida por Paulo Steiner, a tomar medidas para democratizar o uso dos 1,8 mil metros quadrados restantes no Cemitério de Bela Vista