Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 04 de Abril de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Comitê Gestor discute ações em prol da segurança pública

, 23 de novembro de 2018 às 9h40

O Comitê Gestor Integrado de Segurança Pública de Arroio do Meio realizou reunião na segunda-feira à noite, na sede da Acisam. Na pauta o reforço do efetivo da Brigada Militar para o município, a apresentação do delegado da delegacia de Arroio do Meio, Juliano Stobbe, o programa PotecializAÇÃO e o desenvolvimento de um aplicativo que conta com o apoio financeiro do Consepro local.

O delegado Stobbe agradeceu a receptividade e se colocou à disposição da sociedade arroio-meense no que se refere ao combate à criminalidade. “Estou aberto a críticas construtivas e a delegacia está de portas abertas para receber a população”, afirmou.

O defensor público, Fabrício Azevedo de Souza deu as boas-vindas ao novo delegado, a quem fez elogios, dizendo que Arroio do Meio está muito bem servido com este profissional. “Esse servidor dá uma tranquilidade muito grande, não só à comunidade de Arroio do Meio, mas sim a todos nós do meio jurídico. É um profissional que respeita muito aquelas pessoas que estão sob o julgo do Estado, a exemplo de presos e investigados. Tem uma consciência muito grande de todos os direitos”, ressaltou.

No que tange à segurança, a secretária executiva da CDL de Arroio do Meio, Raquel Scheid, solicitou o envio de um ofício à Brigada Militar pedindo um policiamento mais ostensivo no mês de dezembro, período em que circula mais dinheiro no comércio. Questionou a possibilidade de os alunos que estão realizando o curso de formação da Brigada Militar em Lajeado auxiliarem no policiamento em Arroio do Meio.

Sobre o questionamento, o prefeito Klaus Werner Schnack ressaltou que a expectativa é de que sob a orientação de superiores, os alunos em formação ocupem as ruas não só de Lajeado, mas também de municípios vizinhos como Arroio do Meio, o que deve dar a sensação de segurança. “Essa é uma expectativa de todos nós, inclusive do capitão Ricardo Machado da Silva. A simples presença desses servidores inibirá a atuação dos criminosos”.

Programa PotencializAÇÃO

A apresentação do projeto PotencializAÇÃO foi feita pela psicóloga Bruna dos Santos e pelas assistentes sociais, Natália Capitânio e Leopoldina de Assunção Oliveira, que atuam no Cras. O programa, que é voltado à preparação e inserção dos jovens no mercado de trabalho, está fundamentado na lei de aprendizagem que atribui às empresas de médio e grande porte a contratarem, como aprendizes, jovens com idade entre 14 e 24 anos.

Em 2018, 43 jovens concluíram a capacitação. Destes, oito estão empregados em empresas do município como Neugebauer, Curtume Aimoré, Caixa Econômica Federal, Minuano e Correios. Para participar do programa, que é destinado a adolescentes com idade entre 14 e 16 anos, é necessário estar cursando o Ensino Fundamental ou Ensino Médio.

O projeto se desenvolve em parceria com a prefeitura, secretaria de Educação e o Cras e visa contribuir para a formação de jovens autônomos, críticos em relação ao mundo e que saibam tomar decisões e intervir positivamente no ambiente de trabalho. “O projeto ressignifica a importância da escola e diminui a evasão escolar, uma vez que, o adolescente, para participar, precisa ser assíduo na escola e ter suas notas acima da média escolar”, frisaram as assistentes sociais.

São oito encontros, um por semana, sendo o último uma visita técnica que ocorre no Hospital São José e na indústria Girando Sol. O projeto é coordenado pela coaching Marcia Sehn, que trabalha temas como apresentação pessoal, postura e ética profissional, comprometimento, responsabilidade, pontualidade, atitudes comportamentais, elaboração de currículo e entrevista de emprego, entre outros conhecimentos, que tem o objetivo, de preparar o jovem para o mercado de trabalho. Concluída a capacitação, a Administração Municipal, por meio do Cras e a secretaria de Indústria e Comércio, busca parcerias com as empresas locais para incluir estes jovens no mercado de trabalho.

O presidente da Acisam, Adailton Cé, elogiou a iniciativa do projeto dizendo que Arroio do Meio está atento aos problemas que interferem no dia a dia da comunidade. “Comprometimento, postura e responsabilidades são requisitos indispensáveis para esses jovens que necessitam entrar no mercado de trabalho e ser alguém na vida”.

Metas para 2019

A meta do Cras, em conjunto com a Prefeitura de Arroio do Meio e secretaria da Indústria e Comércio para 2019, se configura na busca de empresas parceiras que possam contribuir para o programa, através de vagas que possibilitem ao adolescente um crescimento profissional. Após alcançar essa meta, o Cras abrirá mais duas turmas em 2019, no primeiro e no segundo semestre, para jovens que estão estudando e que tenham interesse em participar.

Por daiane