Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 20 de Agosto de 2018

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Agricultura

Nova reestruturação para o quadro social

, 3 de agosto de 2018 às 15h31

O quadro de delegados da Dália Alimentos passará por uma reestruturação. Este foi um dos principais assuntos abordados durante o Encontro Semestral de Delegados, realizado nos dias 26 e 27 de julho, na SCREC, em Encantado. Participaram 137 delegados que representam as 4,2 mil famílias associadas nos 130 municípios de abrangência da cooperativa. Os delegados foram distribuídos em dois grupos: no primeiro dia participaram líderes das regiões de Anta Gorda, Encantado, Guaporé e Serafina Corrêa e no segundo dia os representantes das regiões de Arroio do Meio, Progresso, Candelária e Júlio de Castilhos

A nova reestruturação dos grupos, que deverá estar concluída em 30 dias, foi apresentada pelo presidente do Conselho de Administração, Gilberto Antônio Piccinini, e consiste em agrupar os associados geograficamente, conforme a proximidade de moradia e localização. Com base nisso, será realizado um mapeamento através do georreferenciamento, com utilização do Google Earth e, por meio desta plataforma será possível reunir os associados conforme adjacência, elencando, desta maneira, o delegado mais próximo de cada produtor. Cada grupo terá no máximo 40 e no mínimo dez associados.

O trabalho consiste, ainda, em reunir os dados cadastrais de cada associado no sistema geral utilizado pela cooperativa, o TOVTS. Será desenvolvido neste ano e começará a ser aplicado assim que estiver concluído. “Será um trabalho importante, que irá facilitar a comunicação entre cooperativa, delegado e associado; afinal, o papel do delegado é ser uma liderança em sua comunidade, sendo um elo entre cooperativa e Conselho”, pontua o presidente.

Contratos de produção

Outro tema abordado foi em relação aos Contratos de Produção, tanto para o segmento suínos quanto leite. Os contratos foram implementados neste ano, seguindo modelo adotado em outras empresas e objetivam atender à legislação e também padronizar e fidelizar a relação entre associado e cooperativa. “Contrato quer estabilidade e adoção de um padrão adotado pela maioria das empresas, gerando maior senso de responsabilidade entre cooperativa e produtor”, explica Piccinini.

Por daiane