Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 16 de Setembro de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Educação

Mostra pedagógica Contos e Encantos de Pouso Novo ocorre em 1º de setembro

, 15 de agosto de 2018 às 12h00

Em Pouso Novo a Lei do Piso que direciona seis horas da jornada de trabalho do professor para planejamento já está 100% em vigor. A Educação Infantil já é integral e no Ensino Fundamental o contraturno é opcional e frequentado por uma minoria. São realizadas atividades de educação física, música, xadrez, literatura, oficinas diversas e o reforço pedagógico, visto como essencial para melhorar o rendimento dos alunos, para sanar pontuais dificuldades no aprendizado.

A vice-prefeita e secretária de Educação, Liane Parise Nardino, explica que a implantação do turno integral no ensino fundamental nos moldes dos países desenvolvidos, hoje esbarraria na gestão do corpo docente, uma vez que a maioria dos professores do município também atua no estado, e haveria incompatibilidade de horários. Embora reconheça a diminuição de custos no transporte, caso a modalidade fosse estendida a todas as séries.

Liane observa que o professor era muito mais valorizado por pais, alunos e comunidade no passado, quando a estrutura das escolas contava apenas com mimeógrafos e o quadro negro, do que nos dias de hoje, onde 100% dos alunos são atendidos pelo transporte escolar, as instituições tem infraestrutura completa com tecnologia e espaço para prática de esportes, e oferecimento de refeições. Já o fechamento das escolas rurais ocorreu por causa do êxodo rural e controle de natalidade, o que obrigou levar o transporte a todas as localidades, levando alunos a acordarem de madrugada. “Já buscávamos mais alunos no interior. Temos turmas com um aluno de cada localidade. O ambiente acaba sendo muito mais atrativo que o próprio local que residem, com laboratórios de informática, smart TVs, espaço para atividades esportivas, entre outras, além de socializar com os colegas”, observa.

Atualmente os problemas com frequência afetam menos de 10% dos alunos matriculados. São detectados e controlados antes de ocorrer a evasão. O reforço pedagógico nas Séries Iniciais ajuda a melhorar o aprendizado e diminuir a repetência. “Há várias chances. Basta querer”, evidencia.

O aluno Ricardo Bride Vieira, 15 anos, do 9º ano, morador dos fundos da Linha Tigre, nas imediações da barragem Salto Forqueta, situada na divisa com Putinga, é famoso no transporte escolar. Apesar de ser o penúltimo a ingressar no ônibus, a ida até sua casa ocasiona imprevistos no deslocamento. Seu horário para acordar é às 5h40min e de dormir entre 21h e 22h, com exceção nas noites com jogos do S.C Internacional. Ele se diz acostumado e sempre disposto, pois sabe que o estudo é determinante para busca de um futuro melhor. Seu companheiro de ônibus, Adriano Gonçalves Piovezanni, 15 anos, aluno do 7º ano, acorda um pouco mais cedo, às 5h30min. Como não tem o hábito de assistir futebol dorme mais cedo, às 20h30min. Ambos sonham com uma faculdade e uma vida melhor do que a dos pais.

Em primeiro de setembro, na abertura da Semana da Pátria, ocorrerá a primeira mostra pedagógica Contos e Encantos de Pouso Novo, envolvendo a rede estadual e municipal. Cada turma apresentará projetos baseados em lendas, culinária local e comunidades, que serão digitalizados e publicados em livro.

Por daiane