Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 17 de Outubro de 2018

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Procura por baterias triplica com a chegada do frio

, 9 de junho de 2018 às 9h30

As baixas temperaturas trazem uma grande preocupação com o desempenho das baterias dos veículos. Nessa época do ano o índice de troca do item é superior devido a alguns problemas ligados ao baixo rendimento, ou não funcionamento, em função de uma série de problemas, muitas vezes não percebidos pelos motoristas.

A maioria das baterias são construídas com chumbo-ácido, que trabalham com reações químicas para seu funcionamento. Nos dias em que as temperaturas estão elevadas, reagem mais rápido e em temperaturas baixas mais lentamente tornando a partida mais demorada e atrasando o acionamento do motor, que também tende a estar com o funcionamento mais sobrecarregado devido ao óleo mais grosso e pesado.

A bateria automotiva é a peça que garante o funcionamento do sistema elétrico do automóvel. É responsável por fornecer energia para todos os acessórios do carro, rádio, vidros elétricos, alarme, limpador de para-brisas, luzes e painel de instrumentos. Por isso, o indicado é ligar a ignição com o mínimo de dispositivos acionados. Outra dica é não deixar os veículos parados por muito tempo, pois a bateria perde a carga com mais facilidade. O recomendado é ligar todo o dia por pelo menos 15 minutos. Também é interessante, durante as revisões de rotina, realizar a verificação do sistema elétrico para medir se a bateria está carregando o alternador.

Uma bateria pode durar de dois a cinco anos, varia de acordo com a qualidade. O preço parte de pouco acima de R$ 200 nas mais simples com pouca amperagem e garantia reduzida e pode chegar a R$ 1 mil, quando voltada para som automotivo ou caminhões.

Por daiane
Mecânico Adriano Rauber Schmitt diz que deixar o carro ao relento no inverno intensifica ainda mais os problemas na bateria. Garagens são ambientes menos úmidos e cerca de seis graus mais quentes

Mecânico Adriano Rauber Schmitt diz que deixar o carro ao relento no inverno intensifica ainda mais os problemas na bateria. Garagens são ambientes menos úmidos e cerca de seis graus mais quentes