Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 04 de Abril de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Comerciantes da rua Bela Vista fazem abaixo-assinado pedindo alterações

, 27 de março de 2018 às 9h00

Descontentes com a mudança da sinalização que proíbe o estacionamento de veículos no sentido bairro/Centro, estão os comerciantes da rua Bela Vista. As alterações foram realizadas há aproximadamente dois meses e, segundo comerciantes e moradores, ninguém foi consultado a respeito, tão pouco houve reunião para tratar do assunto. Agora, com a alteração já feita, a preocupação é outra, a alta velocidade dos veículos que trafegam pela via. Antes, o estacionamento dos dois lados fazia com que veículos trafegassem mais devagar e agora, com o trânsito fluindo melhor, muitos motoristas têm aumentado a velocidade, gerando risco aos pedestres.

Através de um abaixo-assinado que já contém cerca de 90 assinaturas, os comerciantes solicitam a instalação de lombadas e faixas de segurança com o objetivo de reduzir os riscos de atropelamentos. Pedem ainda que a restrição de estacionamento seja invertida, proibindo assim o sentido Centro/bairro, em razão do número de casas comerciais serem menores daquele lado. No documento eles pedem uma reunião com a presença do prefeito Klaus Werner Schnack e do coordenador de Trânsito, Luiz Fermino Soares para discutir o assunto e propor as modificações. Também serão convidados os vereadores.

A comerciante Audria Rosane Schwarz, responsável por coletar assinaturas, reclama que a proibição do estacionamento prejudicou também clientes que se arriscam a atravessar a via em razão da alta velocidade dos veículos. Fala ainda que há 15 dias foi até a prefeitura na tentativa de agendar uma reunião com o prefeito, mas não obteve retorno. “Com a proibição os clientes deixam de consumir no bairro. Eles vão para o Centro e acabam fazendo suas compras lá. Na volta passam direto”, lamenta.

Revoltado, outro comerciante que não quis se identificar disse que a proibição deveria ser do lado oposto, em razão do número de comerciantes ser reduzido. “Algumas casas comerciais possuem estacionamento próprio. Também há ruas transversais onde os veículos podem ser estacionados. Ao contrário de nós que não temos opção”, lamenta.

Maior fluidez

O comerciante Marcelo Guimarães possui padaria na rua Bela Vista, no lado que está autorizado o estacionamento. Como mora em outro bairro, trafega diariamente pela via. Avalia que a proibição proporcionou maior mobilidade para os veículos permitindo maior fluidez no trânsito que até então era muito truncado. Por outro lado, também acha necessária a instalação de redutores de velocidades, que disciplinarão os condutores. “Anteriormente era preciso parar ao se deparar com um caminhão estacionado e outro veículo vindo em sentido contrário, o que não acontece mais. Quanto ao estacionamento também poderia reclamar, uma vez que agora todos estacionam do meu lado. Clientes e não clientes”, observa.

Por daiane