Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 28 de Outubro de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Comunidade reivindica rampa de acesso para embarcações

, 18 de fevereiro de 2018 às 10h00

Pescadores, barqueiros, veranistas, empreendedores e líderes da comunidade do bairro Navegantes em Arroio do Meio, estão cobrando da Administração Municipal a construção de uma rampa de acesso a embarcações junto ao Balneário Municipal na orla do rio Taquari.

Eles alegam que durante e depois de chuvas, ou elevação do leito, a estrada fica de difícil acesso, inclusive para veículos com tração 4×4, rebocarem seus barcos e lanchas. A outra opção mais próxima para largar as embarcações fica em Estrela, distante mais de 12 km.

O vereador e empreiteiro Pedro Volmir de Freitas Noronha (PTB), o Kiko, vem sendo interlocutor do pedido desde 2017 na Câmara de Vereadores. “O investimento de uma rampa de concreto de 200 metros quadrados com estrutura de ferro é inferior a R$ 12 mil”, revela.

Os proprietários de embarcações argumentam que a maioria das cidades da região possui rampas e que muitas pessoas deixam de usufruir a parte navegável de Arroio do Meio em decorrência da carência de infraestrutura básica. “É comum arroio-meenses irem para outros locais como Bom Retiro do Sul, Guaíba e Jacuí. Investir aqui seria uma forma de valorizar a comunidade e a economia local, além despertar interesses náuticos como a pesca esportiva e lazer com jetskys”, sustentam.

Também é reivindicada a instalação de sumidouros para amenizar os impactos do esgoto a céu aberto na orla, reparos da iluminação pública, reforma da escadaria e a limpeza da estrada lateral que chega nas imediações da cachoeira, defronte à antiga Ilha dos Kich.

A comunidade acredita que o investimento por parte do poder público, irá agir como uma espécie de indutor para revitalização do Balneário Municipal. O local era um point da população até a década de 1990. Os espaços eram concorridos por veranistas nos fins de semana e feriados. E durante a semana havia público que curtia a natureza no horário do almoço e ao fim da tarde.

Uma das intenções é reativar a sede social, buscar investimentos para instalação de banheiros com chuveiros e estrutura de camping. Futuramente uma das metas é buscar recursos do Ministério do Turismo para investimentos mais contundentes na revitalização da orla. Integram o movimento os moradores Dionísio Vidaletti, Lisandro Misiuk e Alessandro Misiuk, Solange Nunes, Leonel Henrique da Silva, Alexandre Nunes, Vagner dos Santos e Darlei dos Santos.

O QUE DIZ A ADMINISTRAÇÃO

Como se trata de utilidade pública, o Departamento do Meio Ambiente já autorizou a intervenção em Área de Preservação Permanente (APP). Porém, a conclusão do projeto esbarra no expediente da secretaria do Planejamento, que durante as férias priorizou obras e reformas nas escolas. E agora, antes do período eleitoral, vai dar atenção aos projetos viabilizados com recursos federais e estaduais. “Na sequência automaticamente vai sobrar mais tempo para as demandas locais. Queremos ouvir os representantes das entidades do bairro e líderes comunitários para atendê-los da forma mais ampla possível. O município tem sido parceiro. Antes da Nossa Senhora dos Navegantes foi feita a manutenção da estrada e roçadas nas imediações. Mas a construção da rampa não é tão barata quanto parece”, argumenta o coordenador do Planejamento, Fernando Eneias Bruxel.

Por daiane