Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 12 de Agosto de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Ao celebrar o jubileu de ouro, padre Zeno diz que não lhe faltaram alegrias

, 22 de dezembro de 2017 às 8h38

Familiares, amigos e comunidade em geral não se abateram com o forte calor e praticamente lotaram a Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro de Arroio do Meio, no sábado, quando foi celebrada a missa em comemoração aos 50 anos de ordenação sacerdotal do padre Antônio Zeno Graeff. A missa contou com a presença de oito colegas padres: Felipe Bernardon, Fabrício Niederle, José Neumann, Alberto Tremea, Marino Bohn, Rogério Kunrath, Roque Hammes e Alfonso Antoni.

Padre Zeno, como é conhecido, recebeu homenagens da família e observou que seus 50 anos de vida sacerdotal foram vividos na Diocese de Santa Cruz do Sul, em oito diferentes paróquias. Em todas levou as palavras de Cristo “ide e anunciai”, sempre com a participação de catequistas, leigos, ministros, diretorias, cursilistas e demais pessoas que fazem a vida paroquial acontecer.

Lembrou da família, dos amigos que fez, do tempo em que atuou no Seminário Sagrado Coração de Jesus e agradeceu aos familiares, aos colegas padres e a todas as pessoas que o auxiliaram nas paróquias. Disse que foram 50 anos de glórias. “Alegrias não me faltaram”, sintetizou, observando que houve momentos de pequenos fracassos, mas sempre é preciso olhar para frente e saber que se pode contar com a força de Cristo.

Padre Zeno salientou que no dia seguinte começava o segundo cinquentenário e que este será vivido na mesma união com as famílias, colegas, a diocese, o bispo e papa. O padre Roque Hammes afirmou que o colega Zeno tem um papel importante na vida de muitos padres, já que por anos atuou na formação. “Foi um exemplo, nunca demonstra cansaço”, afirmou.

Ao fim da missa, o jubilado foi agraciado com um presente da Paróquia. Padre Zeno também foi homenageado pelo Coral São Francisco, de Santa Clara do Sul, onde é pároco e coralinos do Coral Santa Cecília e Vozes de Forqueta que também animaram a missa. Os festejos continuaram na comunidade natal do padre Zeno, Forqueta Baixa, onde foi servido jantar para convidados.

 

Por daiane