Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 20 de Novembro de 2017

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Política

De olho no Piratini, pré-candidato do PDT visita o Vale

, 3 de novembro de 2017 às 8h46

Investir num governo descentralizado, com maior participação dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento, os Coredes, é uma das apostas do pré-candidato ao Piratini, Jairo Jorge da Silva, do PDT. E foi justamente para conhecer os Coredes e a realidade de seus municípios que o ex-prefeito de Canoas fez um roteiro de visitas pela região, na semana passada. Na sexta-feira esteve em Arroio do Meio, onde conversou e almoçou com correligionários na quadra de Sírio Gräff, em São Caetano.

Na oportunidade falou sobre sua experiência enquanto prefeito reeleito de Canoas e como pretende, se eleito, implantar sistemáticas diferenciadas no Rio Grande do Sul. Defendeu que os Coredes podem e devem ser melhor aproveitados, tornando-se uma base do governo estadual na região, facilitando a exposição de demandas e as iniciativas governamentais. Assim, cada Corede teria um secretário de Estado para comandar as políticas públicas na região, a exemplo do que foi feito pelo governador Luiz Henrique, em Santa Catarina, e propiciou desenvolvimento uniforme.

Nas finanças, disse que é preciso enfrentar o déficit, reduzir despesas e aumentar receitas sem aumentar impostos. Colocou sua experiência enquanto prefeito de Canoas, quando reduziu impostos e aumentou o índice de ICMS, passando de 3,99 para 7,09 em oito anos, triplicando o orçamento do município no período. O pré-candidato entende que o Rio Grande do Sul tem solução e que é preciso trabalhar na construção de um novo estado, com investimentos em três áreas estratégicas: educação, saúde e segurança.

Na educação salientou que é preciso fazer o que chama de a segunda revolução educacional, com mais atenção e investimentos na área. Defende que parte do lucro das empresas públicas seja destinado para um fundo para a educação, a fim de modernizá-la. Acredita que investimentos em projetos sociais, que incluam cultura, educação e esporte, sejam uma boa maneira de evitar que os jovens se sintam atraídos para o mundo do crime.

Com ações preventivas focadas nos jovens, o uso da inteligência e a integração das forças policiais com a comunidade, conseguiu reduzir os índices de criminalidade de Canoas e deseja implantar o mesmo modelo no Estado. Observa que a crise na segurança não é superficial, mas afirma que ela tem solução.

Propostas

Jairo Jorge defende um projeto de gestão estadual a médio e longo prazos, que ultrapasse o contexto político-partidário. A lei de responsabilidade geracional prevê um conjunto de ações estratégicas de 2019 a 2040. São 21 anos, uma geração. Trata-se de uma política de estado com diretrizes estabelecidas para três áreas – educação, segurança e saúde. As metas seriam definidas com base em indicadores, discussões com universidades, sociedade e votada pela Assembleia Legislativa, e reavaliadas a cada três anos.

O pedetista observa que é uma ideia nova. Ressalta que a Lei de Responsabilidade Fiscal moralizou a questão dos gastos públicos e que agora é preciso avançar, criando um projeto de maior duração, que vá além da política de governo que muda a cada quatro anos. Uma boa base para tal são as 40 estratégias resultantes do Projeto 2030, elaborado pela Famurs, a partir de debates com mais de 1,5 mil líderes nos municípios gaúchos e que preveem saídas para a crise enfrentada pelo Estado.

Pré-campanha

Jairo Jorge, que militou até o final de 2016 no PT, diz que a saída do partido foi um “divórcio amigável”. Elogia o PDT, dizendo que se sente muito bem acolhido no partido de Brizola e de Collares, ao mesmo tempo em que sabe da responsabilidade que tem ao ser o nome escolhido para disputar o Piratini. Justamente em função desta responsabilidade, está investindo o tempo da pré-campanha para conhecer os municípios. Até a semana passada já havia percorrido 265. Em cada um deles tem plantando uma árvore, simbolizando uma semente de dias melhores, de esperança. “A árvore no futuro é a lembrança do passado e no presente é o sonho do futuro. Só planta uma árvore quem acredita no futuro”, declarou, na sexta-feira momentos antes de plantar um ipê roxo.

O pedetista assegura que deseja fazer uma campanha propositiva, sem jogar pedras em ninguém e alega que o período deve ser utilizado para debater propostas e ideias, e não para fazer ataques pessoais. Adianta que o PDT já está buscando alianças com outras siglas, como Solidariedade, PSB, PPS, PR, PC do B, PRB, PV e outras, e que a que a intenção é formar uma composição que seja uma nova via ao eleitor gaúcho. “Vamos trabalhar com humildade para chegar ao segundo turno. Aí depois é outra eleição”.

O PDT, partido sem passivos políticos, deseja voltar ao governo do Estado e deixar bons feitos, assim como Brizola e Collares, que deixaram legados na educação e nas obras públicas. O pré-candidato observa que o PDT deixou o governo do Estado por não compartilhar com a forma como este vem sendo conduzido. Descorda com o parcelamento de salários e salienta que não existe educação sem professores. Para ele, o governador erra ao não dialogar com a classe a fim de findar a greve.

Caminhada admirável

Em Arroio do Meio pela segunda vez, Jairo Jorge pôde conferir a simpatia e o apoio de correligionários locais. A presidente da sigla, Adriana Meneghini Lermen, salienta que o pré-candidato tem feito uma caminhada admirável, que vai percorrer todos os municípios do Estado, no intuito de conhecer a realidade do Rio Grande do Sul. Para ela, isso já demonstra que é uma proposta diferente, de esperança, e que cativa com outros valores dos quais a sociedade está carente.

O deputado estadual Gerson Burmann, que acompanhou a visita, ressaltou que a experiência de Jairo Jorge pode ser decisiva para o Estado, destacando os feitos enquanto prefeito de Canoas, em especial o aumento na arrecadação. Para o deputado, quanto mais impulsionada estiver a economia, mais condições se fazem para melhorar os demais setores.

Já o assessor do deputado Enio Bacci, Vitor Ahlert, frisou que Arroio do Meio era o 17º município da Região que estava visitando com Jairo Jorge e se disse surpreso com a receptividade e a adesão de pessoas à pré-campanha, inclusive pessoas de outros partidos.

Por daiane
Após conversa e almoço com integrantes do PDT de Arroio do Meio, Jairo Jorge plantou um ipê roxo, simbolizando a semente de esperança. Plantio é feito em todos os municípios visitados

Após conversa e almoço com integrantes do PDT de Arroio do Meio, Jairo Jorge plantou um ipê roxo, simbolizando a semente de esperança. Plantio é feito em todos os municípios visitados