Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 20 de Novembro de 2017

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Carta Branca

A arte de pensar claramente

10 de novembro de 2017 às 8h05

Um livro que todo mundo vai gostar de ler é este: “A arte de pensar claramente”. A obra trata de tema importante numa linguagem simples e descontraída.

O autor, Rolf Dobelli, é um suíço de 52 anos, colunista de jornais na Alemanha, Holanda e Suíça. Ficou muito conhecido também fora da Europa, quando o livro foi traduzido para o inglês, em 2013. Uma reportagem da revista Time disse que ele é “o guru da autoajuda que os alemães adoram”.

“A arte de pensar claramente” reúne 99 capítulos curtos. Cada capítulo aborda um dos erros que cometemos, em geral, sem nem perceber. E mostra que todas as pessoas os cometem. Mesmo as mais brilhantes, caem em armadilhas. As consequências aparecem na vida pessoal e profissional, atingem os negócios e as decisões políticas.

***

O livro mostra, por exemplo, que costumamos ter uma noção exagerada das nossas capacidades e da possibilidade de exercer controle sobre as coisas. Para ilustrar, conta o caso de um homem que todas as manhãs parava numa esquina movimentada e agitava uma bandeira durante 10 minutos. Quando um guarda lhe perguntou por que fazia isso, respondeu que estava espantando elefantes. Mas não vejo nenhum elefante por aí – disse o guarda. Claro! – respondeu o homem – é por que espantei todos.

Mostra, num outro exemplo, como a ansiedade dos pedestres diminui se eles podem apertar um botão para fazer a sinaleira mudar nos cruzamentos. E isto mesmo quando o botão não funciona de fato, pois foi colocado lá apenas com a finalidade de acalmar os apressadinhos.

***

Aponta, por outro lado, que gostamos de encontrar provas que confirmam nossas ideias e que deixamos de enxergar os sinais de que estamos enganados. “Me engana que eu gosto”, seria a tradução disso em bom português. Este comportamento aparece nas nossas convicções políticas, religiosas e até na dieta escolhida para perder peso. É o caso, por exemplo, das vezes em que prometemos fazer exercício depois – sabendo que não vamos cumprir – só para não abrir mão da cerveja e da costelinha gorda.

***

Mostra também que na presença de outras pessoas é muito provável que ajustemos nosso comportamento e nossas ideias ao comportamento e às ideias dominantes no grupo, sem questionar muito. W. Somerset Maugham faz troça disso, que também se chama de “efeito manada”, dizendo uma frase que ficou célebre: “Mesmo se cinquenta milhões de pessoas acreditam numa bobagem, a bobagem continua sendo bobagem.

***

“A arte de pensar claramente”, de Rolf Dobelli, foi publicado no Brasil pela editora Objetiva e pode ser comprado por cerca de R$ 20. Uma leitura útil e divertida.

Por daiane