Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 19 de Agosto de 2019

O Alto Taquari - Cotidiano

Jornal da Semana
Social

Respeito e cumplicidade: o segredo de uma união duradoura

, 28 de julho de 2017 às 6h00

Com 65 anos de casados completados na segunda-feira, dia 24, o casal de aposentados, Breno (88) e Laura Lansing (87), recordam a trajetória vivida em mais de seis décadas de convivência. Sentados na sala de casa, em uma propriedade rural de Forqueta, Arroio do Meio, lembram das dificuldades enfrentadas ao longo dos anos. Apesar disso, não se esquecem das conquistas alcançadas e alegrias vividas na trajetória, na qual o respeito, a cumplicidade e o companheirismo foram o alicerce. Uma festa para comemorar a data será realizada no salão da comunidade no domingo, dia 30, na qual estará presente toda a família.

Com descontração e bom humor, Breno e Laura não aparentam a idade, tamanha disposição. Da união o casal gerou 14 filhos, sete homens e sete mulheres. Destes, vieram 21 netos e sete bisnetos. Nem mesmo o tempo fez esquecer o dia e como se conheceram. Breno lembra que foi em um baile de Kerb em Linha 32. Ele a tirou para dançar por volta da meia tarde de um dia quente de verão e naquele ritmo entraram madrugada adentro do dia seguinte. Dois meses depois estavam namorando firme. “Nos conhecemos em novembro e em janeiro comecei a visitá-la em casa. Em julho nos casamos. Nosso casamento foi celebrado pelo Monsenhor Jacob Seger”, lembra Breno.

Apesar da vida confortável e estabilizada conquistada com dificuldade e muito trabalho, o casal revela que antigamente a vida era mais tranquila. Citam a religião e o respeito para com o próximo como fatores fundamentais para a harmonia entre as pessoas. Lembram que, ao contrário de hoje, se deslocavam para a cidade aproximadamente três vezes ao ano, no lombo de cavalos, enquanto que hoje o trajeto é percorrido duas a três vezes por semana. “No comércio trocávamos ovos por carne. Com uma dúzia conseguíamos dois quilos de carne”, contam.

Hoje a vida do casal se resume a pequenos afazeres domésticos. O dia inicia cedo, por volta das 7 horas, quando Breno levanta para buscar lenha para o fogão e preparar o café. Aproximadamente uma hora depois Laura desperta para fazer companhia ao marido e degustar as delícias postas à mesa pelo companheiro. Algumas horas depois o casal começa a preparar o almoço. Cozinhar é o passatempo preferido. “Ele cozinha muito bem. Adoro a comida que ele faz. Após o almoço descansamos e depois levantamos para conversar e aproveitar melhor o dia”, revela Laura.

Por daiane