Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 26 de Agosto de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Filha realiza sonho seguindo passos do pai

, 23 de julho de 2017 às 10h00

Com apenas 20 anos, Suelen Pinheiro mostra destreza e habilidade na condução e operação do caminhão guincho do pai que está no ramo há vários anos. Ela é a primeira mulher da família a encarar a profissão que está no sangue tanto paterno como materno, uma vez que além do pai, dois tios trabalham na profissão em Arroio do Meio.

A mãe Raquel Schneider conta que a Suelen começou a trabalhar muito cedo. Com apenas 13 anos ajudava o pai na oficina de bicicletas da qual a família tirava o sustento. A dedicação e a vontade de aprender da menina chamava atenção. Ainda muito jovem, com apenas 15 anos consertava pneus, montava e desmontava os veículos de duas rodas. Foi também nessa idade que começou a dirigir o carro do pai, época que foi tomando gosto pelo volante.

Suelen conta que sempre quis seguir a profissão do pai, a de guincheiro. Com o passar do tempo, o sonho de se tornar uma motorista profissional e seguir na atividade do pai ganhou força com a obtenção da carteira de motorista para carro, categoria B. Um ano depois da primeira habilitação, Suelen altera a carteira de motorista para a categoria C e fica apta a dirigir caminhões. Foi quando o sonho tornou-se realidade.

Há um ano na condução do caminhão guincho, Suelen revela que dirigir um veículo pesado exige cuidados especiais, principalmente quando transportando outro veículo. Movimentos e freadas bruscas devem ser evitados em razão do risco de acidentes ser constante. “É preciso ter cuidado com o veículo que está sendo transportado. Esse veículo não é seu e sim de terceiro. Por isso todo o cuidado é pouco”, explica.

Orgulhoso, o pai Ivanor, mais conhecido como Cajuzinho, diz que “ela começou a dirigir desde muito cedo. Percebia que ela gostava e tinha facilidade. Mas no começo nem imaginava que trabalharia ao meu lado como motorista dos caminhões”.

Por daiane

Conduzir um caminhão guincho quando carregado exige perícia e habilidade. Movimentos e freadas bruscas devem ser evitados em razão do risco de acidente ser constante